Yuri da Cunha: “Tenho 35 anos de idade nunca me meti em política”

O cantor Yuri da Cunha decidiu responder publicamente a pergunta levantada por uma fã, que questionou se o músico não iria se pronunciar a respeito do rapper Luaty Beirão e restantes jovens activistas detidos há 3 meses.

“Yuri tu que cantas tanto sobre Angola, vais te pronunciar sobre a grandessíssima M** que está a acontecer no nosso país? Usa a tua voz para algo útil para Angola, a pátria que dizes tanto amar”, escreveu a fã do cantor.

Em resposta, Yuri da Cunha respondeu que em 35 anos, nunca se meteu em política e lembrou que canta o que sente, e se por ventura os actuais acontecimentos em Angola o tocarem (não do jeito que a fã deseja, mas do seu jeito), fará com que se faça ouvir a sua voz.

Yuri da Cunha afirmou que democracia também é respeitar a posição dos outros e que não é obrigado a apoiar causas só porque os outros apoiam, mas garantiu que não está alheio ao que se está a passar, afirmando que quando chegar o seu tempo irá agir “Não sou Maria vai com as outras”, escreveu.

Leia a resposta de Yuri da Cunha

“Querida tenho 35 anos de idade nunca me meti em política, já me meti em cenas de grupo e me dei mal, sou pai de 6 filhos, agora estás tu a pedir ajuda pelo pai de um filho, daqui a pouco estarás a pedir pelo pai de 6 Filhos, tenho as minhas lutas e as faço não julgo a quem não estiver nela, por isso respeito opiniões, sou cristão mas respeito o ateu, gosto de futebol mas respeito os que gostam de basquetebol, não sei se realmente me conheces mas se não eu posso te explicar quando quiseres.

Eu sou cantor e canto o que sinto, e se por acaso algo do que se está a passar me tocar do meu jeito e não do seu, claro que vou cantar.

Se me perguntares se preciso de você pra sobreviver, claro que sim. Mas é importante respeitar o voto nulo pois ele existe, se você reclama por democracia então não sou obrigado a apoiar a causa no seu tempo, pois eu aguardo o meu tempo pra me posicionar, não sou Maria vai com as outras, sou um caso isolado dentro da música angolana, não papo grupos faz tempo, pois se calhar já lutei muito mais do que você e qualquer um que agora aparece, andei na mata, fugi da guerra, vi gente a morrer e não vi ninguém me defender, mas ainda assim quando sinto que tenho que estar dentro de uma causa estou, só que desta vez vou lhe ser sincero:

Eu YURI DA CUNHA, não estou alheio do que se está a passar, mas este não é o meu tempo de agir, pois quando chegar o meu tempo aí sim vou agir. DEMOCRÁTICO É AQUELE INDIVÍDUO QUE REGE OU SE REGE PELOS PRINCÍPIOS DA DEMOCRACIA.

Espero que respeitem o meu posicionamento pois eu não pretendo agir nunca com o querer alheio. Quer ser revolucionária procure primeiro saber quem eu sou, depois conversamos.”

Fonte: Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo