Yuri da Cunha compensa financeiramente família de Artur Nunes

Músico Yuri da Cunha Luanda - O músico Yuri da Cunha compensa financeiramente a família de Artur Nunes pelo uso das obras do artista no seu mais recente disco intitulado “Yuri da Cunha canta Artur Nunes”, segundo avançou hoje, quinta-feira, em Luanda, a União Nacional dos Artistas e Compositores (UNAC).
 
Em comunicado de imprensa enviado à Angop, o gabinete jurídico da UNAC adianta que tal facto resulta de negociações entre as duas partes que culminaram com o acordo, sem, no entanto, adiantar o valor.
 
O disco intitulado “Yuri da Cunha canta Artur Nunes” tem nove faixas musicais, todas cantadas em língua nacional quimbundu, onde se destacam os temas “Ku muxito”, “Zinha”, “Mana”, “Tia”, “Mukila uami”, “Kalumba kami”, “Dituzu”, Kizua ki ngi fua” e “Njila ia kuaku”.
 
Na primeira edição foram produzidas 18 mil cópias do CD que foi gravado em Angola, no estúdio Kriativa, Portugal (Andinos Estúdios) e Estados Unidos da América (Strange Weather Studio).
 
Participaram do álbum os artistas Joãozinho Morgado (congas), Zé Fininho (dikanza), Dalú Roger (precursão ligeira), Mias (viola baixo), Betinho Feijó (guitarra ritmo), Zé Mweleputo (guitarra solo), Mark Willams (guitarra slide), Lito Graça, Nelma e Geovanni (coros).
 
O Gabinete Jurídico da UNAC avança que na mesma situação está a cantora Pérola, que compensou financeiramente o Duo Canhoto, pela utilização da música “O Mboio”, enquanto Jivago se viu ressarcido de um pagamento por parte de uma casa de venda de disco.
 
“No Gabinete Jurídico da UNAC encontram-se ainda pendentes litígios dos ex-integrantes dos Jovens do Prenda, Macky Kavungu, Don Caetano e Dj Mania”, lê-se no documento.
 
A UNAC, proclamada aos 9 de Setembro de 1981, em Luanda, controla actualmente cerca de quatro mil membros inscritos.


Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo