Yola Semedo: «Sou rabugenta mas com respeito»

 

Yola Semedo começou a cantar ainda nos anos 80. Acompanhada pelos irmãos, formou o grupo ‘Impactus 4’, sendo a vocalista principal. Atingiu o auge em 1997 e o primeiro espectáculo foi no Cinema Arco Íris, no Lubango, interpretando a música ‘A minha boneca’. É cantora, dançarina, compositora, arranjadora vocal e produtora. Regressou aos palcos logo depois dedar a luz ao seu primeiro filho, no ano passado.

É verdade que só trabalha com familiares?


Não corresponde à verdade. Na banda tenho 16 elementos e irmãos são três. Em Angola há muitos artistas e instrumentistas profissionais, mas como sou extremamente exigente, procuro trabalhar com aqueles que já conhecem o meu estilo. Até porque não tenho muito tempo para moldar pessoas novas de acordo com as minhas exigências. Porque só assim me posso desenvolver profissionalmente.


Essa determinação na música também se nota em casa?

A pessoa mais correcta para lhe responder seria o meu esposo. Mas tento não misturar a vida profissional com a minha forma de ser pessoal porque sou a mais nova, a ‘Yolinha’, a rabugenta de casa, mas procuro não faltar ao respeito aos mais velhos.


Pretende aumentar a família?


Com certeza, pretendo aumentar a família, quero dar mais uma irmã ou irmão ao ‘Carlinhos’. Desde que assumimos o papel de esposa, temos de estar preparadas para tudo. Aliás vou morrer um dia e quero deixar o meu lugar.


O que faz para manter o corpo?


Vou ao ginásio, não só para manter o corpo, porque a minha profissão exige o bem-estar não só físico, mas também mental. Acaba por ser um ‘pacote’. Quem não gosta de estar bonita numa saia (risos)? Mas essa experiência de estar bem fisicamente mostraram-me que quando a saúde tenta dar um bocadinho para o ‘torto’, a dedicação ao ginásio, ao bem-estar e à boa alimentação.


Qual é a sua formação académica?


Formei-me em Finanças, mas vou dizer que me formei em música. Todos os dias para mim são uma formação, que é a melhor coisa do mundo. Sou doutorada em música (risos).


Porque é que não seguiu uma carreia compatível com os seus os estudos?


Porque gosto do carinho que recebo por causa do que faço, principalmente por ser uma coisa que faz parte da minha família. A música é a tradição da minha família. É a herança que o meu pai deixou e que a minha mãe nos está a deixar. Não tenho a mínima intenção de sair para me sentar num escritório.


Já tentou seguir outras profissões?


Bom! Nós tentamos sempre alguma coisa ao longo da vida. Já fui secretária executiva, mas não encontrei paz como encontro na música. Não troco a música por nada.


Algum dia pensou em desistir?


Nunca! Nasci na música e vou morrer nela se Deus quiser, acho que sou a mulher mais feliz do mundo por ter esse dom. Quem não gostaria de tão querido e bem aceite numa sociedade, como eu.


Se não fosse angolana qual a nacionalidade que gostaria de ter?


Amo a minha terra e não a troco por nada. Já tive o prazer de viajar pelo mundo fora mas, com muita honestidade, é um prazer ser angolana.
 

Perfil


Nome: Yola Moutofa Coimbra Semedo
Aniversário: 8 de Maio de 1978
Natural: Lobito
Estado civil: Casada com Carlos Dias
Filhos: Um ‘Carlinhos’
Prato preferido: Arroz com feijão e bife
Altura: 1,68
Profissão: Cantora
Formação académica: Finanças

 

Fonte: Sapo Banda

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo