Yola Araújo acusa Comité Miss Huambo de incumprimento

Artista angolana Yola AraújoLuanda - A cantora angolana Yola Araújo apresentou hoje, em Luanda, as razões da sua ausência na gala de eleição da Miss Huambo2011, onde diz ter faltado por incumprimento da organização.

 
A ex-integrante das Melomanias seria a convidada especial do show, mas a sua ausência foi considerada injustificada, pelos organizadores, que se mostraram surpreendidos com o facto de a artista cancelar a actuação.
 
“Sou uma artista muito séria e tenho responsabilidades para com o público. No entanto, não deixarei que outras pessoas possam brincar com coisas sérias e depois acusarem-me de incumpridora. Só me defendi, para evitar que fosse prejudicada”, avançou a artista à Angop.
   
Ao reagir as acusações do porta-voz do Comité Miss Huambo, Jeremias Piedade, Yola disse ter recebido 50 porcento do valor acordado (dois mil dólares), mas sublinhou que jamais houve um acordo escrito entre as partes.
 
Por essa falha, o porta-voz do comité disse estar a ponderar a possibilidade de processar a artista, caso se escuse de devolver o dinheiro.
 
“Para começar, não tivemos um acordo assinado, mas apenas verbal, por intermédio de uma pessoa conhecida que reside no Huambo. Trata-se de Valter Tchipindo, que tratou do compromisso com o pessoal do comité, que se comprometeu a pagar os outros 50 porcento antes da minha entrada em palco. Como tal não se verificou, decidi não cantar”, explicou.
 
De acordo com a artista, a sua atitude deve-se simplesmente ao facto de querer evitar que fosse depois prejudicada, pois temia ficar sem receber os valores em falta (dois mil dólares) depois de cantar.
 
“Já me aconteceu em algumas ocasiões e por isto decidi não arriscar. Como não pagaram, não cantei e domingo regressei a Luanda”, rematou Yola Araújo, que disse ter, inclusive, viajado de carro ao Huambo, a fim de cumprir o acordo verbal, caso lhe fosse dado o valor restante.
 
Relativamente à pretensão do comité em querer de volta os dois mil dólares pagos antecipadamente, Yola Araújo adiantou que não o fará, pois o compromisso ficou por efectivar, por culpa da organização.
 
“Eu estive lá! Portanto, quem falhou não fui eu, mas sim eles. Apesar de ser um acordo verbal e não escrito, não conseguiram leva-lo à letra. Este dinheiro não será devolvido, porque desloquei-me ao Huambo, perdi tempo, perdi outros compromissos e não posso ficar a perder”, declarou.
 
A gala de eleição da miss Huambo 2010 aconteceu sábado, tendo sido eleita pelo corpo de júri a candidata Elizandra Cleide dos Reis, de 19 anos de idade.
 
Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo