Victor Hugo Mendes: “Vender livros aos moradores do Kilamba foi um fracasso”

Victor Hugo Mendes: “Vender livros aos moradores do Kilamba foi um fracasso”

O apresentador e escritor, Victor Hugo Mendes, esteve este fim-de-semana na centralidade do Kilamba, juntamente com o escritor Luís Fernando, a fim de comercializarem obras literárias angolanas, mas depararam-se com uma fraca adesão do público nos dois dias em que lá estiveram.

Victor Hugo Mendes desabafou “Kilamba não quer ler”, e lamentou que ele e o escritor Luís Fernando não tenham conseguido vender mais de 30 exemplares numa cidade com mais de 20 mil pessoas “educadas, formadas e informadas.”

Victor Hugo chegou a afirmar que “vender livros aos moradores do Kilamba foi um fracasso”, mas diz que não pensam em desistir.

Alguns dos seguidores de Victor Hugo Mendes justificaram a fraca adesão com a “crise”, e o elevado preço dos livros, já que muitas famílias angolanas têm de escolher entre comer e comprar livros.

Leia o desabafo divulgado por Victor Hugo Mendes nas redes sociais

“Kilamba não quer ler.

Vivem nessa centralidade mais de 20 mil pessoas, entre crianças, jovens e adultos.
Homens e mulheres. Gente educada, formada e acredito mais informada.

Durante 2 dias, este sábado e domingo, o escritor Luís Fernando e eu, lá estivemos com objetivo de vender e autografar os nossos livros, incentivando hábitos de leitura e a promover livros.

A referência em questão não é pra todos a julgar pelos números devemos nos preocupar.

Levamos mais de 150 títulos diferentes como por exemplo toda coleção dos 11 clássicos da literatura angolana.

Levamos uma livraria móvel. A verdade é que em 2 dias não vendemos 30 livros numa cidade com tanta gente. As pessoas teimam em não ler e pior é que poucos querem promover um dos mais importantes hábitos da vida.

Reclamamos disso e daquilo e nos esquecemos que o hábito de ler mudará mentalidades, aumenta a inteligência e a tal competência que nos falta.

Como dizia o outro:

Esconde a verdade nos livros a maioria não saberá.

Aqui estamos nós. Fazendo a nossa parte esperando por uma mudança e mais colaboração.

Vender livros aos moradores do Kilamba foi um fracasso mas a nossa intenção continua. Vamos persistir, insistir e jamais desistir.”

Fonte: Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo