Totó preocupado com conteúdo “ofensivo” de algumas músicas angolanas

O cantor e produtor musical angolano, Totó, de 35 anos, manifestou-se preocupado com o conteúdo ofensivo de algumas músicas do género kuduro, que têm sido consumidas pelas crianças, referindo que é preciso fazer alguma coisa para mudar este cenário.

Em entrevista ao Sapo Angola, o cantor referiu que as mensagens “grosseiras” difundidas nas músicas perturbam o crescimento das crianças e podem afectar a sua personalidade:

"Já participei em um projecto do Ministério da Educação e penso que realmente temos que prestar atenção para este pormenor, é uma questão que tem de ser analisada, porque as crianças têm escutado músicas com um conteúdo muito ofensivo e grosseiro e desta maneira cria perturbações no seu crescimento e posteriormente pode fazer parte da sua personalidade", referiu.

O músico esclareceu que não tem nada contra o kuduro, até porque aprecia este estilo, porém, alerta que precisamos ter algum cuidado com o que transmitimos às crianças:

“Temos que saber que a música é para determinadas faixas etárias, não tenho nada contra o kuduro, gosto e respeito este estilo nacional mas não podemos fazê-lo com conteúdos muito fortes. É preciso ter muito cuidado com aquilo que falamos aos nossos mais novos", afirmou.

Totó termina a entrevista com uma mensagem aos seus fãs: "Que continuem a acreditar em mim, que a luz do criador esteja em cada um de vocês e que isso se reflicta em boas vibrações".

Fonte: Sapo Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo