Steve Jobs demitiu-se do cargo de CEO da Apple

Aos Diretores do Conselho de Administração da Apple e a toda a Comunidade Apple:

 

Sempre disse que no dia em que não conseguisse cumprir com os meus deveres e responder às expetativas como CEO da Apple, seria o primeiro a dar-vos conhecimento disso. Infelizmente esse dia chegou.

Deste modo, renuncio ao cargo de CEO da Apple. Contudo, gostaria de continuar a servir a Apple como Diretor do Conselho de Administração e empregado da Apple, se assim aceitarem.

 

Em relação ao meu sucessor, recomendo fortemente que ponham em marcha o nosso plano de sucessão e indiquem Tim Cook como CEO da Apple. Acredito que os dias mais criativos e brilhantes da Apple ainda estão para vir.

 

Estou ansioso por ver isso acontecer e para contribuir para novos sucessos, mas desempenhando agora um novo cargo na Apple

 

Nesta empresa fiz alguns dos meus melhores amigos de toda a vida e agradeço a todos pelos anos em que trabalhei convosco.

 

Steve.

 

Terá sido esta, segundo o site Económico, a carta de demissão assinada por Steve Jobs e entregue ontem, quarta-feira, dia em que o agora ex-CEO da Apple anunciou a sua decisão.

 

Steve Jobs, recorde-se, travou recentemente uma batalha contra o cancro do fígado, tendo mesmo sido submetido a um transplante deste órgão.

 

Entretanto, os mercados já reagiram a esta situação. Segundo o Jornal de Negócios, a saída de Steve Jobs já terá levado à perda de 52 mil milhões de dólares na negociação dos futuros do índice de referência das bolsas norte-americanas.

 

De acordo com Matt McCormick, um gestor de ativos da Bahl & Gaynor, “as acções da Apple continuarão a cair até Cook conseguir tranquilizar os investidores e dar provas do seu valor. Não é o fim da Apple, mas o fim de um capítulo”.

 

Fontes: Económico e Jornal de Negócios

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo