Show de Amizade entre Angola e Brasil apresentado por Luciano Huck

Público vibrou do princípio ao fim do espectáculoLuanda – A terceira edição do show musical dedicado ao Dia de Amizade entre Angola e Brasil, transmitido em directo pela Globo Internacional e pela ZTV, a partir do Estádio dos Coqueiros, em Luanda, foi marcado por momentos de bastante delírio e emoção por parte de milhares de fãs que lotaram a bancada principal direita e todo espaço relvado.
 
O espectáculo, considerado pela sua produtora como o maior evento cultural anual entre ambos os países, teve a duração de quase três horas e meia (18:00/21:27 minutos), em que a variedade dos estilos musicais foram a principal tónica para a alegria dos presentes.
 
Samba, Semba, Soul, Kuduro e música Romântica estão entre os principais estilos desfilados durante o show abrilhantado por quatro artistas, dos quais dois angolanos.
 

O músico brasileiro Wando foi o primeiro a subir ao palco, quando Luciano Huck, apresentador do programa Caldeirão da TV-Globo (Brasil), que também veio a Luanda com o propósito de apresentação deste show, pediu-lhe para marcar a abertura do espectáculo.
 
Wando, formado em violão, fez -se acompanhar de vinte profissionais e, num estilo essencialmente romântico, contagiou o público durante os 30 minutos que esteve em palco, com músicas como “Chora coração”, “Acho que estou perdendo você”. “Gosto de maçã”, “Fogo e paixão”, “Meninas dos olhos”, “Gostosa”, Deixa eu te amar”, “Aquele amor que faz gostoso me deixou”, “Safada” e “Mordidas na maçã”.
 
Depois de um intervalo, previamente definidos para a troca de “bandas artísticas”, a angolana Jandira Sassingui, ou simplesmente “Pérola”, foi a segunda a subir ao palco do “Dia da amizade Angola-Brasil”, interpretando, em 15 minutos, o “Omboio”, “Break it” e “Call me”, três títulos do seu vasto repertório.
 
Pérola foi secundada por Sandra de Sá, cantora e compositora com “denso enfoque em black music mundial”, considerada como “expoente da música popular brasileira e rainha do Soul”.
 
“Bye bye tristeza”, “Retratos e canções”, “Joga fora no lixo”, “Solidão” e “Cheiro de Brasil” são alguns dos vários temas que interpretou em 30 minutos, tal como o também seu concidadão Wando que teve igual período de tempo em palco.
 
A surpresa foi relegada para a parte final do espectáculo e chamava-se “Anselmo Ralph, que para muitos permitiu que o recinto se mantivesse lotado de gente, do princípio ao fim, pois é considerado o mais admirado pela juventude, na actualidade.
 
Anselmo Ralph também teve actuação de meia hora, durante a qual contou com grande parte da plateia os sucessos “Tá difícil”, “Não me toca”, “Domesticado” e “Fanatismo”.
 
Interpretou ainda “Beijo outra boca”, “Animal”, “Recuar no tempo” e “Pós casamento”.
 
Antes de interpretar “Não me toca”, último tema do show, o apresentador Luciano Huck convidou Anselmo Ralph à participar de um programa do Caldeirão, ao que o músico angolano agradeceu o convite.
 
A Comemoração do Dia de Amizade entre Angola e o Brasil, segundo uma nota da empresa produtora do mesmo, celebra a união entre os dois povos, no sentido de reforçá-los cada vez mais, já que partilham muitas semelhanças culturais.
 
Visa também manter vivo o slogan “Dois países, uma só alegria”.


Fonte:
Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo