Riquinho: “Fui eu que descobri o Paulo Flores, com 15 anos de idade”

O controverso empresário angolano “Riquinho”, proprietário de uma das maiores salas de espectáculos do país, a CasaBlanca, fez revelações surpreendentes durante a sua passagem pelo programa Zap News, transmitido esta segunda-feira (24).

Durante a entrevista, Riquinho revelou que o músico Paulo Flores foi descoberto por si, quando ainda tinha 15 anos de idade, e que fez a carta de chamada para que o músico saísse de Portugal para Angola, sem passaporte e com salvo-conduto.

 

 

O empresário também afirmou que não é uma pessoa polémica, e que as pessoas é que criam polémicas com o seu nome para se promoverem, e acrescentou: “Eu estou na pirâmide. Eu sou o top do show biz em Angola (…) para ser mais humilde, eu sou a pirâmide do show biz africano.”

 

 

Sobre a polémica envolvendo o músico Maya Cool, Riquinho esclareceu que nunca teve problemas com o músico, e que tudo não passou de uma campanha de Marketing por parte do produtor de Maya Cool, e acrescentou: “O Maya Cool é o meu maior amigo… Maya Cool é dos músicos que eu mais apoiei.”

 

 

Em relação às acusações de que deve dinheiro a muitos artistas, Riquinho afirmou que é um mito, e que não há músico nenhum em Angola, que possa dizer “que eu lhe devo”.

 

 

Sobre os meses em que esteve preso, Riquinho afirmou: “Não foi um momento difícil (…) eu não tinha férias há 30 anos (…) eu aproveitei o internamento para projectar.”

 

 

Fonte: Zap News / Jet7 Angola

(Foto e vídeos: Reprodução)

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo