Raf Tag abandona Mad Tapes: «Já não conheço o Samurai»

Foi o primeiro membro da editora angolana de produção independente criada em 1999, mas, catorze anos depois, o musico underground Ricardo Feliciano, artisticamente conhecido como Raf Tag, despede-se da mesma.

O rapper, que já tem produzido o seu terceiro album intitulado 'O Immortal' responsabiliza o C.E.O da Mad Tapes, dj Samurai, pela sua saída. Através da rede social Facebook, Ricardo justificou que segundo a sua opinião, dj Samurai percebeu que o seu rap jamais seria para as massas e daí se dever o atraso do seu álbum de originais que tem visto a sua data adiada consecutivamente.

Raf Tag, na mesma publicação adiantou que a sua amizade de décadas com dj Samurai também foi posta em causa pois andou a iludir-se pensando que realmente eram amigos.  Fez das suas palavras as  do seu primo também artista residente em Portugal Bob Rage Sense, que outrora fez parte da mesma editora e que afirma já não conhecer o Samurai.

Em conversa com o artista, apurámos que Raf Tag vai lançar em 2013 a obra discográfica que tem preparada, mas de forma independente e de edição limitada. Irá fazer, de forma inicial, apenas 1000 cópias. Irá contar com a colaboração de Bob the Rage Sense e do produtor Ricardo 2Rs residente nos Estados Unidos.

RAF Tag tem no mercado já duas obras discográficas lançadas com o título ' ISHING (RAF Tag e Dj Samurai)' e 'Demonocracia'
É de salientar que as duas obras foram lançadas pela Mad Tapes e que o seu primeiro cd contou com com toda a produção musical feita por Samurai, cujo o nome fez parte do próprio título do álbum.

Neste momento o C.E.O da Mad Tapes encontra-se fora do país, mas aguardamos o pronunciamento do mesmo em relação a esta saída de peso da sua editora considerada uma das mais conceituadas de Angola.

 

Fonte: Sapo Banda

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo