Puto Português justifica-se sobre vídeo polémico “Escuro Não”

O cantor angolano Puto Português, um dos intervenientes de um vídeo polémico com o lema “Escuro Não”, que está a circular nas redes sociais, veio a público justificar-se sobre a criação do vídeo e garante ter orgulho de ser negro.

No vídeo, Francis Boy e Puto Português pronunciam frases como “Escuro Não… Escuros Not…” passando a ideia de rejeição da cor negra.

O vídeo, que segundo Puto Português, não passou de uma brincadeira, foi encarado pela maioria dos internautas, como descriminação e incentivo ao fenómeno de “clareamento de pele”, prática assumida por Madruga Yoyo durante entrevista à Rádio Luanda, onde o cantor revelou ter recorrido a processos de clareamento de pele no Brasil.

Leia o comunicado de Puto Português sobre o vídeo “Escuro Não”

“Por uma brincadeirinha querem me crucificar, porquê, por ser o Puto Português? Se fosse um humorista vocês apenas iriam matar-se de rir não é? Sou negro e me orgulho de ser, mas não posso me calar diante de uma situação como esta (…) eu não vou deixar de ser o que sou e espero que vocês me entendam, o resto fica por vossa conta”, escreveu.

O cantor lembrou também, que a ideia do vídeo “Escuro Não” não é sua, que apenas se inspirou num vídeo que está a circular na internet, de um homem negro, aparentemente alcoolizado, que em certo momento diz “Escura Não”

As reacções ao vídeo de Puto Português continuam a alastrar-se pelas redes sociais, e levou à criação de um movimento denominado “Escuro Sim”, onde surgem figuras como o actor Sílvio Nascimento e o cantor Kizua Gourgel.

Fonte: Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo