Puto Português: conheça a trajetória do talentoso jovem cantor

O local escolhido foi o estúdio central da Rádio Vial. Entre Batuques, guitarra e piano a entrevista decorreu num ambiente animado com o som de fundo do ensaio para o primeiro grande show 
do artista a acontecer 
amanhã no Pavilhão da Cidadela Desportiva.

 

Puto Português (PP) e sua banda encontravam-se na segunda semana de ensaios. Animado e super descontraído o “sembista” do momento realçou que decorriam os últimos acertos para a sua apresentação 
ao vivo.

 

“Esta é uma banda que me vem acompanhando há algum tempo, por isso o ensaio não têm sido difícil. A preparação já foi feita e estamos nos acertos finais”, disse 
Puto Português.

 

O primeiro show ao vivo do artista mais rapidamente premiado da música angolana com início às 19h30 vai ter duas horas de actuação e contará como convidados os consagrados Carlos Burity, Paulo Flores, Ary, Pérola, Eddy Tusa e Nacobeta.

 

“Felizmente todos os convidados aderiram ao projecto sem nenhuma objecção” disse.

 

O espectáculo vai apresentar ao vivo, “Geração do Semba”, a mais recente obra discográfica do artista e um dos álbuns mais vendidos da actualidade. Já conta com três reedições.

 

Os sucessos “Tá Male”, “Histórias pra Contar”, “Casa da Sogra”, “Jacaré Bangão” entre outras constam do repertório a apresentar.

 

O kuduro, estilo com que Puto Português se tornou conhecido, também fará parte do repertório. Além da música haverá momentos de humor com a actuação do trio humoristico Goddy, Perry 
e Diba. Que terão a sua 
aparição inaugural na Cidadela Desportiva.

 

Sobre a realização do espectáculo, o artista pensa ser o momento mais certo, tendo em conta, a boa aceitação que o seu trabalho tem tido no mercado nacional.

 

“Lancei o meu CD em Dezembro e durante estes três meses fui ouvindo e analisando a reacção do público. Na rua, os fãs cobravam a apresentação 
do “Geração do Semba” ao vivo”, explicou.

 

Benguela, Lubango e Huíla serão, entre outras, as próximas cidades a acolher o show do “sembista”. A intenção é levar às províncias o mesmo elenco de Luanda.

 

Os espectáculos visam, entre outras, levar o músico à internacionalização da sua carreira, com a divulgação e promoção do disco de estreia.

 

Com realização da LS Produções, o som e o palco do espectáculo estarão a cargo da Rádio Vial, a luz e o cenário por conta da Ki-eventos. A movicel é a patrocinadora oficial do evento.

 

Além da música Puto Português apresenta-se também como um exímio dançarino, pelo que nas suas apresentações não faltarão requintados toques de dança.

 

“GERAÇÃO DO SEMBA”

 

Lançado em Dezembro de 2010, o primeiro álbum do artista surge numa altura em que, decidido, PP opta por seguir a sua carreira a solo e aderir a um outro estilo musical, o semba. Tem contado contou com o apoio de vários músicos e produtores do nosso mercado, Paulo Flores, Pérola e Ary destacam-se entre os músicos.

 

Composto por doze faixas musicais: “Monami”, “Casa da Sogra”, “Ta Malé”, “Historias Pra Contar”, “Zébedé”, “Jacaré Bangão”, “Arranjei Só”, “Geração do Semba”, “Desconfiança”, “Kina” e “Problemas”, a obra que alcançou três reedições, (vinte mil cópias numa primeira fase e mais duas de cinco mil cada), está a caminho da quarta tiragem de mais cinco mil cópias.

 

Segundo o cantor, o disco superou todas as suas expectativas em termos de venda e aceitação por parte do público e da crítica. Desde o início fê-lo com algum receio, por se tratar de um estilo no qual se estreava. Um verdadeiro desafio.

 

“Apesar do receio, trabalhei afincadamente e com muita alma, para poder apresentar às pessoas um trabalho digno. Felizmente teve uma repercussão acima das expectativas” disse.

 

A composição das suas músicas é feita com base no dia-a-dia, com maior enfoque aos acontecimentos mais caricatos do bairro em que reside, Terra Nova

 

“Para mim, tanto os momentos de alegria como os de tristezas são tidos como motivos de inspiração para compor”, explicou.

Geração do Semba foi no segundo semestre de 2010, o disco mais vendido em Luanda, seguido de Minha Alma de Yola Semedo e Cara e Coroa da cantora Pérola.

 

DO KUDURO AO SEMBA

 

A dupla, Puto Português e Nacobeta tornou-se conhecida em Angola e em Moçambique pela forma própria com que cantavam e apresentavam o kuduro. Sucessos como “Chupa Lá”, “Wakimono” e outros dominaram durante algum tempo as pistas de dança, quando se tratava 
de kuduro.

 

Mas para surpresa do fãs, Puto Português reaparece em finais de 2010 com  o Geração do Semba uma obra no 
estilo semba.

 

“Tudo aconteceu a partir do momento em que decidi desenvolver as minhas capacidades e carreira musical. Pesquisei, ouvi o que já havia no mercado e decidi mostrar que também sabia faze-lo”, explicou.

 

Segundo o músico, as coisas aconteceram num período de um ano, até lançar a sua primeira obra discográfica no estilo semba.

 

Sobre a escolha, PP explicou que além de gostar do estilo e saber que podia canta-lo bem, admirava e ouvia com alguma frequência os músicos Paulo Flores 
e Yuri da Cunha.

 

Sobre o abandono definitivo do kuduro, disse que estará disponível a fazer participações em alguns discos, caso seja convidado, mas o mercado não voltará a conhecer um  outro disco seu neste estilo.

 

“Creio que voltar para o kuduro vai atrapalhar uma serie de projecto que tenho em relação ao semba. Mas estarei disponível a fazer participações”, disse.

 

Puto Português, guarda boas recordações do tempo de kudurista, entre elas o show da dupla (Puto Português e Nacobeta) em Moçambique, onde eram os cabeça-de-cartaz e tiveram a sala lotada.

 

Sobre o futuro do estilo em Angola recomenda que os colegas “sejam persistentes e acreditem naquilo que fazem, mas deixando de lado a difamação de outrem”.

  E TUDO COMEÇOU ASSIM...

Foi em 1999, que Português decidiu ingressar para o mundo da música. Para tal, contou com um grande apoio do amigo Nacobeta. Tempos depois juntaram-se e formarem a dupla de kuduro, Puto Português e Nacobeta.

 

“Eu era seguidor do Nacobeta desde 1997, quando ele ainda era dançarino, na companhia do meu irmão. Fiz-lhe o pedido, mas na altura era para compor uma única música”, explicou.

 

Devido ao resultado, empenho e dedicação de PP,  Nacobeta aceitou junta-se a ele e formaram a dupla lançando no mercado duas obras discográficas. Em 2008 lançaram o primeiro CD intitulado A Dupla e um ano depois lançaram o Kuduro is Life.

 

A faixa “Wakimono” lançada em 2002, antes das obras discográficas foi o grande primeiro sucesso 
da dupla.

 

Sobre a participação de Nacobeta em Geração do Semba explicou que não foi possível tê-lo na sua primeira obra discográfica porque na altura da gravação Nacobeta se encontrava com problemas nas cordas vocais.

 

O músico que se apresenta em palco com a banda Geração do semba, é um dos precursores do espaço Terça-festa com Yuri Barata.

 

“Na altura sentimos a necessidade de abrir um espaço de cultura onde pudéssemos ter música ao vivo durante os dias de semana. Visto que existia apenas no Centro Cultural Xá de Caxinde às segundas--feiras. E nós escolhemos as terças-feiras. Foi nesse sitio onde me juntei à banda Geração do Semba, explicou.

 

Nascido na Terra Nova, bairro onde hoje reside, durante a sua infância morou nos bairros Precol e  bairro Popular. Ao longo da entrevista PP lembrou que quando criança entre os amigos era o mais obeso, pelo que os amigos do bairro, 
os colegas de escola metiam-
-se consigo.

 

Com uma agenda preenchida com entrevistas e espectáculos musicais, depois da sua primeira grande apresentação em Luanda o músico seguirá para Lisboa onde estará em preparação para um show de verão em Agosto, e ainda um outro na fase da pascoa. PP tem ainda em carteira dois dias de espectáculos na Casa 70, em finais de Maio.

  PRÉMIOS RELÂMPAGO

 


Considerado um “fenómeno”, o ex-kudurista detém o pódio mais alto dos músicos premiados em Angola com o título de artista mais rapidamente premiado da música angolana de todos os tempos.

 

Mesmo tendo outros prémios, foi na gala Top Rádio Luanda edição 2010, que o músico se destacou com a conquista do prémio da principal categoria“Disco do Ano”. Seguiram-se os títulos de “Produção discográfica do ano” e “Semba do Ano”, com a faixa musical “Está Mal”.

 

O mais premiado daquela noite, também arrebatou a categoria de “Revelação Masculina”.

 

Na gala de prémios do Moda Luanda 2010 o sembista destacou-se com o prémio de “Interprete Masculino do Ano”. No Top dos Mais Queridos posicionou-se entre os dez melhores.

 

De recordar que o artista, detém o titulo de “Kuduro do Ano”, com o tema “Chupa Lá”, com a participação do músico Nacobeta.

  PRIMEIRO GRANDE SHOW

A acontecer no pavilhão da Cidadela Desportiva, já neste sábado, com a participação dos músicos Carlos Burity, Paulo Flores, Ary, Pérola, Eddy Tusa e Nacobeta, os bilhetes estão a ser comercializados ao preço de dois mil kwanzas, para a pista, e três mil kwanzas, para as bancadas. Os interessados podem adquiri-los nas casas de venda de discos da capital e no local do espectáculo.


“ Creio que  voltar para o kuduro vai   atrapalhar uma serie de projecto que tenho em relação ao semba. Mas estarei disponível a fazer participações. Estou afincado no semba”.

Perfil

Nome Lino CerqueiraFialho 
Idade 23 anos  
Aniversário 13 de Maio
Natural de Luanda  
Filho um (Larissa)
Referência musical Djavan, Paulo Flores 
e Yuri da Cunha  
Música Páginas Rasgadas (Zé do Pau)

Artigo da revista Vida, escrito por:

 

Júlio Sousa e Silva, 
na Cidade do Cabo

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo