Preto Show: “A minha suposta mãe não significa nada para mim”

O músico angolano, Preto Show, revelou detalhes da sua infância que o deixou em lágrimas, durante o programa de televisão “Vivà Tarde”, de Stela de Carvalho, apresentado esta quinta-feira (2).

Apesar do sucesso que conseguiu alcançar, Preto Show guarda um passado turbulento e difícil, por ter sido abandonado pela mãe, que imigrou para Portugal, deixando para trás dois filhos, e chegando ao ponto de dizer ao padrasto dos seus filhos, que eles eram seus irmãos.

O músico revelou que enfrentou muitas dificuldades (dormiu em arrecadações de prédios e numa igreja), juntamente com a sua falecida avó, que o criou depois de ter sido abandonado pela mãe, por isso, tudo o que é hoje foi graças à sua avó, que é para si, a sua verdadeira mãe:

“Passei por momentos muito difíceis, devo tudo o que sou à minha falecida avó, ela sim, foi a minha verdadeira mãe. Sempre me ensinou a caminhar bem e sozinho, fiz até uma tatuagem dela no meu corpo. Cheguei a dormir nas arrecadações dos prédios, eu e a minha avó vivíamos numa igreja”, revelou.

Preto Show disse que para sobreviverem, chegaram a vender pregos e panos na praça, e por todos estes motivos, a sua mãe não significa nada para si:

“…Para o nosso sustento, tivemos que vender prego e panos na praça. A minha suposta mãe não significa nada para mim”, disse o cantor.

Fonte: Vivà Tarde / Jet7 Angola

(Foto: Reprodução)

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo