Paulo Flores vence Top dos Mais Queridos 2011

Paulo Flores (à esq.) recebendo o prémio das mãos do escritor e vice-presidente do MPLA, Roberto de AlmeidaLuanda - O músico Paulo Flores foi consagrado na noite deste sábado, em Luanda, como o mais queridos dos músicos angolanos, ao arrebatar, no conjunto da votação do público, 193 mil 824 votos, com a canção "Boda", na 21ª edição do Top dos Mais Queridos, uma promoção da Rádio Nacional de Angola (RNA).


Único entre os finalista que conseguiu, durante a sua actuação, levantar as mais de mil pessoas que assistiram ao vivo a gala de premiação que teve lugar no Centro de Conferência de Belas, Paulo Flores recebeu, desta forma, o reconhecimento público pelos 25 anos de carreira artística.


Para além de ser considerado o mais querido dos cantores angolanos, Paulo Flores venceu igualmente o Prémio da Crítica atribuído pelo conjunto da sua obra, que foi avaliado por um júri presidido pelo também músico Dionísio Rocha.

 

Pelos dois prémios, Paulo Flores levou 30 mil dólares, sendo 10 destinados ao Prémio da Crítica e 20 pela primeira posição no top.


Durante a gala foram ainda distinguidos o grupo Zona 5 como o prémio revelação Coca-cola, tendo direito a dois mil dólares, enquanto Puto Português levou 10 mil dólares pelo segundo lugar e Kid MC ganhou 8 mil como terceiro colocado.


Autor de sucessos como "O Povo", "Inocente", "Minha Velha", "Reencontro", "Patala", "Cherry", "Isua Ioso", "Je Pè", "Bota Bota", "1972", "Xé Povo", "Menino Destino", "Coisas da Terra" e "Está a Chegar a Hora", "Sassassa", "Marika", "Cabelos da Moda", "Inocente", "Belina", "Serenata Angola", "Minha Senhora", "Makalakato", "Ramiro", "Clarice", entre outras, Paulo Flores é considerado um artista versátil e um dos grandes impulsionadores do ritmo Kizomba na década de 1990, a par de Eduardo Paim e Ruca Van-Dúnem.


Nascido em Luanda, em 1972, Paulo Flores tem 11 discos publicados: "Kapuete Kamundanda", 1988, "Sassassa", 1990, "Coração Farrapo", 1991, "Cherry", 1991, "Brincadeira Tem Hora", 1993, "Inocente", 1995, "Perto do Fim", 1998, "Recompasso", 2001, e "Xé Povo", 2005, além de um "Best Of" e um DVD ao vivo.


Músico, cantor e compositor, Paulo Flores é actualmente o expoente máximo da música em Angola. Com mais 25 anos de carreira, Paulo Flores sempre ostentou os valores da cultura angolana, desde a sua herança patrimonial às suas expressões mais vanguardistas, numa busca constante de novas fórmulas e sempre aberto às demais influências musicais.


Fonte:
Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo