Pato "Parei de cantar por opção... sou do tempo de muita fama e pouco dinheiro"

Pato "Parei de cantar por opção... sou do tempo de muita fama e pouco dinheiro"

O cantor angolano, José do Nascimento "Pato", que se tornou bastante popular nos anos 90 com os temas "Mulata", "Amor Inesquecível" e "Angola eu Choro", foi um dos convidados de Patrícia Faria e Bismarque José na rubrica "Ouvi Dizer", onde falou sobre a sua carreira e os motivos que o levaram a afastar-se da música.

"Eu parei de cantar por opção própria. Infelizmente sou do tempo de muita fama e pouco dinheiro, foi assim a minha época e tenho de aceitá-la como foi. De há uns tempos para cá voltei a fazer música, estou naquela de acordar o bicho em mim, este ano ainda teremos novidades sobre a minha carreira", revelou.

Após ausentar-se do mercado musical, houve rumores de que Pato teria enlouquecido devido ao sofrimento e que inclusie vagueava  pela rua mendigando. Sobre o rumor, o cantor desmentiu, e explicou o sucedido:

"Em relação ao sofrer muito, acredito que todo angolano que vem de fora com fama ou sem fama pensa em encontrar algumas coisas boas, mas quando nem tudo corre bem ficamos desiludidos. Realmente sofri muito porque a minha fama era demais mas a minha vida pessoal não era tão boa, Contudo nunca andei na rua tipo maluco. Claro que de vez em quando andava a pé e apanhava alguns táxis. Além disso eu tive malária cerebral mas nunca tive problemas mentais, graças a Deus nunca fiquei maluco e acredito que enquanto estiver sóbrio, vivo e consciente nunca irei ficar maluco. Como figura pública tenho sempre de ficar forte para dar exemplo aos outros e transmitir positividade às pessoas."

O artista revelou que neste momento vive como empresário na área de construção, e realçou que neste momento esse trabalho é o seu único sustento:

"Na verdade estou a lutar para isso, ainda não sou um grande empresário, porque empresários são aqueles que já têm muito dinheiro. Ainda não meto a mão na "massa", tenho já a empresa constituída, chama-se "Cota Pato Construções". Tenho por enquanto  ainda só feito obras pequenas e vou fazendo alguns biscates daqui e dali. Estou à espera de empresários ou do governo para apostar em mim como empreendedor pois acredito que irei mostrar que nós angolanos também somos capazes”, termina.

Pato viveu durante vários anos na Holanda, onde estabeleceu laços de amizade com vários músicos e produtores cabo-verdianos, e alguns deles tiveram participação nas suas músicas, principalmente na produção musical.

Fonte: Sapo Banda / Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo