Os Mais Novos “O público angolano é muito difícil de agradar”

Os Mais Novos “O público angolano é muito difícil de agradar”

O Jet7 Angola esteve à conversa com o grupo “Os Mais Novos”, kuduristas do bairro da Maianga, autores dos sucessos "Katolotolo", “Daquele Pai” e "Pega na Bela".

Jet7 Angola: Como surgiu o grupo, qual a origem do nome e quais os elementos que o compõem?

Os Mais Novos: O grupo “Os Mais Novos” surgiu com a união de dois elementos vindos de grupos actualmente extintos. A origem do nome, “Os Mais Novos”, surge pelo facto de sermos os mais novos da Produtora na qual pertencemos. O grupo é composto por dois elementos que são: Alberto Strong e André Kebra.

Jet7 Angola: Falem-nos um pouco sobre o vosso percurso artístico e sobre quem são as vossas referências musicais?

Os Mais Novos: Temos como referência todos aqueles músicos que contribuem para o crescimento da música angolana.

Jet7 Angola: Trantando-se de um grupo, naturalmente partilham ideias e pontos de vista nem sempre iguais. Como lidam com a diversidade artística, e de que forma isso enriquece o vosso trabalho?

 Os Mais Novos: Temos tido muitas divergências neste aspeto, mas temos sabido lidar com esta situação, e chegamos sempre a um consenso. Muita das vezes com o auxílio dos cotas, mas isso de certa forma enriquece mais o nosso trabalho, porque tem sido em prol de um trabalho perfeito, e com isto acabamos sempre aprendendo mais um com o outro.

Jet7 Angola: Como definem a vossa música e qual é o vosso público-alvo?

Os Mais Novos: A música que fazemos é definida como sendo “Kuduro”, também diversificamos fazendo; “House”, “Afro House”, Pop e Dance, pois existe uma proximidade entre os estilos. No que diz respeito ao público-alvo, pensamos que é diversificado porque os estilos que fazemos atingem todas as faixas etárias.

Jet7 Angola: Neste momento estão a preparar alguma obra discográfica? O que podemos esperar deste novo trabalho em termos de sonoridades?

Os Mais Novos: Sim. Estamos a trabalhar no nosso Max Single, que já está concluído e pretendemos, entre abril e setembro, fazer uma “tournée” por Luanda de forma a levarmos todas as cópias aos nossos ouvintes; também estamos abertos a apoios para levarmos o projecto para outras províncias. Acreditamos que estamos com um trabalho com uma qualidade aceitável, desde a sonoridade, temas, aos estilos acima mencionados, e o resto deixamos ao critério dos nossos ouvintes e apreciadores da nossa música.

Jet7 Angola: Sabemos que o meio artístico musical não é fácil. Qual foi a experiência mais difícil que viveram desde que iniciaram a vossa carreira musical?

Os Mais Novos: São várias as experiências negativas que vivemos desde que estamos inseridos numa elite na qual “todos fecham todos”, e há ainda a questão dos “cotas” que prometem e não cumprem.

Jet7 Angola: Como olham para o estado da nossa música, neste momento, e que aspectos acham que deviam ser melhorados para que a música angolana entrasse num nível mais elevado?

Os Mais Novos: Neste momento acreditamos ser menos bom o estado da nossa música, pois são sempre os mesmos músicos que têm as oportunidades. Que as elites sejam mais leves para com os novos talentos nacionais, então assim teremos um “music hall” mais aberto, mais diversificado e mais rico, acreditamos nós.

Jet7 Angola: É fácil agradar ao público angolano?

Os Mais Novos: O público angolano é muito difícil de agradar, por isso, o músico exige muito de si mesmo, isto é, no seu todo.

Jet7 Angola: Existe algum segredo para o sucesso de uma música?

Os Mais Novos: Sim. Muito trabalho, ter uma equipa bem estruturada e ter muita sorte.

Jet7 Angola: Que conselhos gostariam de deixar para a juventude angolana?

Os Mais Novos: Aconselhamos a juventude angolana a evitar o uso de bebidas alcoólicas, o uso de tabaco, a aplicarem-se mais nos estudos, que se divirtam, mas sem excessos, de forma a termos uma sociedade para o hoje e para o amanhã.

Jet7 Angola: Que pessoas nunca deixariam para trás?

Os Mais Novos: As pessoas que estão com “Os Mais Novos” desde o princípio, que sempre nos apoiaram, acompanharam, e aos que não nos deixam de lado quer no momento da escassez quer da fartura.

Perfil:

Nome Completo: Alberto Pedro e André João Ólo da Silva

Data de Nascimento: 20/03/1994e 20/04/1996

Nacionalidade: AngolanaNatural de: Maianga

Estado Civil: Solteiros

Filhos: Sem filhos

Divertimento (s): Futebol, videogame, passeios, ver televisão, estar em casa com a família etc.

Filme Favorito: Comédias / Investigação científica

Músico Favorito: Admiramos todos aqueles músicos que contribuem e dão o seu melhor para o enriquecimento da cultura de angola.

Livro Favorito: “Bíblia Sagrada” e “Enxaguado e Ensaboado”

Eu sou viciado em: Cuidar de mim/ Cantar

Veja o vídeo “Pega na Bela”

Fonte: Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo