Organização e produção do FestiSumbe entregue a produtora privada

A organização e produção do Festival Internacional de Música do Sumbe (FestiSumbe 2011), a realizar-se na segunda quinzena de Setembro, foram atribuídas, pelo segundo ano consecutivo, à empresa Sector 7, anunciou, ontem, director provincial da Cultura.


António de Menezes, que falava numa conferência de imprensa, disse que a decisão foi tomada numa reunião da Comissão do FestiSumbe, coordenada pela vice-governadora para a área social e política, Fernanda Cabral.


Nesta edição, afirmou, há a intenção de incluir artistas de qualidade dos países de língua oficial portuguesa e de África, para haver músicos com valor internacional reconhecido. A par disso, referiu, está a trabalhar-se para se registar, também, uma melhoria na prestação dos artistas locais, que este ano deve ser limitado a oito. 

 

Na edição passada do festival actuaram vários artistas nacionais, entre os quais Yuri da Cunha, As Gingas do Maculusso, Givago, Proletário e Afromen, e os estrangeiros Suzana Lubrano, Beto Dias e um grupo musical brasileiro.

 

O FestiSumbe, realizado anualmente pelo governo do Kwanza-Sul, tem, em média, cem mil assistentes diários provenientes de várias regiões de Angola.


Fonte: Jornal de Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo