O sonho de Ayrton Senna



Ayrton Senna podia ter terminado a sua carreira na Fórmula 1 na Ferrari se não tivesse morrido num acidente no circuito de Ímola, há 20 anos, disse o presidente Luca di Montezemolo.
 
“Ele queria vir para a Ferrari e eu queria-o na equipa”, disse Montezemolo ao portal da Ferrari na Internet, durante um tributo ao piloto brasileiro, que conquistou três títulos mundiais com a rival McLaren. Senna tinha recém-entrado na Williams e estava apenas na sua terceira corrida pela equipa quando bateu com o carro e morreu no Grande Prémio de San Marino, no dia 1º de Maio de 1994. Montezemolo disse que ele e Senna se encontraram em sua casa em Bolonha na quarta-feira anterior àquela corrida, e que o piloto lhe disse que apreciava a posição da Ferrari contra o uso de ajudas electrónicas na F1 que, para Senna, não ajudavam o seu talento a brilhar. “Conversámos durante muito tempo e ele deixou ficar claro que queria terminar a sua carreira na Ferrari, depois de ter estado perto de se juntar a nós alguns anos antes”, disse o italiano. Senna começou a carreira competindo por kart. Mudou-se para competições de automobilismo em 1981, sagrando-se campeão de Fórmula 3.
 
 
Fonte: Jornal de Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo