Nicki Minaj irrita grupo católico norte-americano

A rapper norte-american Nicki Minaj, de 27 anos, está a ser alvo de fortes críticas por parte do grupo católico norte-americano Catholic League por ter surgido na cerimónia de entrega dos Grammys com um longo vestido e capa vermelho-sangue. Para reforçar a alusão religiosa, a artista fez-se acompanhar por um figurante vestido de Papa.

 

Para além da vestimenta, Minaj interpretou ‘Roman Holiday’ com recurso ao imaginário religioso, numa actuação que incluiu bispos, água benta, levitações e possessões.

 

Bill Donahue, presidente do grupo religioso, criticou a actuação da rapper salientando que a parte ainda mais ofensiva foi a cena sexual na qual a cantora utilizou uma dançarina seminua que se estica para trás enquanto um rapaz acólito rezava, ajoelhado entre as suas pernas.

 

Donahue culpou ainda a organização dos Grammys por ter autorizado a actuação de Nicki Minaj afirmando mesmo que “nunca deixariam nenhum artista insultar o Judaísmo ou o Islamismo”.

 

Fonte: Vidas

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo