Nelson Freitas encantou fãs no show do Cine Atlântico

Nelson Freitas encantou fãs no show do Cine Atlântico

 

Atlântico, a "casa comum" que albergou vários artistas ao longo do ano não seria indiferente à celebração de amizade entre Nelson Freitas e amigos na última sexta-feira em Luanda.

Para "tira-gosto" Wara e Lionsel cantaram "Love". Como quem ama sente saudades Marita Vénus tirou a prova dos nove: "Há saudades ou não há?". A resposta chegou com a plateia a cantar cada verso de "Saudade", sem errar.

O palco já viu de tudo e o público também, até chegar o habitante de outra "galáxia" Dji Tafinha, soltou o verso e mostrou que era o "próprio wui".

Ao longo da noite pairou no ar o sentimento saudosista, mais do que nunca demonstrou-se o "regresso daqueles que nunca foram", Kalibrados dominaram e drenaram a cena. Sem se deixar intimidar Yola Araújo não marcou passo e deu "Bip bip". Já os Army Squad brindaram com "Tubarão Branco", o palco virou casa de portas abertas para seus filhos sempre bem recebidos pelo público.

Esse carinho estendeu-se à nova gama de cantores. Os Tchobari sentiram-se bem à vontade e animaram com "É male" e "Quem mandou-me nascer". Os "The groove" conhecidos pelas suas danças não se mostraram acanhados e fizeram das suas. Uma malandrice que foi curada ao som da voz angelical de Nsoki com "Bye bye" e "Meu anjo".

A animação estava no seu ponto mais alto, a contagem decrescente fez com que a ansiedade para ver o homem do Mindelo aumentasse.

Ao som do rufar dos tambores, um séquito do que pareciam monges sexys escoltavam o "Mr Magic", ele chegou. Era o anúncio de algo bom, "Something good" fez-se cantar e desenrolou-se seu vasto repertório que incluia "Certeza", "Simple girl" e "Fazer amor ma bo".

Além das suas músicas, "Assumir barulho" conhecida na voz de Anselmo Ralph  teve o toque mágico de Nelson Freitas.

Mesmo sendo a estrela da noite, Nelson deixou brilhar seus coristas Raysa Sanches e Jared demonstrando a razão por que o acompanham.

De "swagg" reposto, com mesma vontade de partilhar "Mr Magic" chamou Yuri da Cunha, para um dueto inusitado com "Saia branca". Surpresas e os duetos não pararam por aí, os Quatro agraciaram com "Angolana" e "Kazanga", "Decisão" e "Deeper" na voz de Chelsy Chantel.

A maior das surpresas foi Johnny Ramos que mesmo não sendo uma das actuações em cartaz cantou acapela, "Bo amor ta completa". Depois de tanta emoção, Nelson demonstrou o seu carinho por Angola ao dizer: "Vocês sabem que esta é a minha segunda casa" e para "melar" tudo de uma só vez "Bo tem mel" ocupou o Atlântico sendo cantada em forma de hino que quase abafava a sua voz.

 

Fonte: Sapo Banda

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo