Musongué da Tradição fecha o ano com grandes nomes do semba

Luanda - Os músicos Bangão, Lulas da Paixão e Dom Caetano são os convidados para a última edição do ano do programa Musongué da Tradição, promovido mensalmente pelo Centro Cultural e Recreativo Kilamba, em Luanda.

 
De acordo com o responsável do espaço, Estevão Costa, que avançou a informação hoje, terça-feira, à Angop, a intenção é acabar o ano ao melhor do semba, proporcionando aos frequentadores da casa, uma despedida em grande ao som e ao ritmo do melhor produzido no país.
 
 
“São três músicos de referência no mercado nacional. São três nomes que têm a particularidade de arrastarem multidões nos palcos por onde passam, razão pela qual o Kilamba recorreu aos três para fechar o ano. A intenção é dar o melhor aos frequentadores do espaço que ao primeiro domingo de cada mês procuram passar um pouco do seu tempo ouvindo o melhor da música angolana”, reforçou.
 
 
Além da música, segundo a fonte, o programa terá ainda a animação do humorista Calado Show. “Como se trata do último programa do ano, decidiu-se juntar duas disciplinas artísticas no cardápio do dia. Nada melhor que juntar o semba e o humor. O Calado é um artista que tem créditos no mercado e junta-lo a três referências da música angolana teremos, de certeza, um programa memorável”, avançou.
 
 
De acordo com Estevão Costa, para este domingo os três artistas serão acompanhados instrumentalmente pela Banda Kimbambas do Ritmo. “Temos a certeza de que estão reunidas as condições técnicas e materiais para fecharmos o ano em grande, como tem sido apanágio da casa: boa música, muita diversão e camaradagem”, frisou.
 
 
“É o final de uma temporada, razão pela qual queremos que o público acabe o ano com boas recordações, esperando que no próximo ano, possivelmente no mês de Fevereiro, possam regressar a casa para mais uma temporada”, adiantou.
 
 
Historial dos artistas
 
 
Bernardo Jorge "Bangão", vencedor da edição 2005 do Top dos Mais Queridos, nasceu aos 27 de Setembro de 1962, município do Sambizanga, em Luanda, onde se iniciou na música.
 
 
Bangão pisa pela primeira vez um palco a 18 de Outubro de 1978 como integrante do grupo os Gingas Kakulo Kalunga.
 
 
De 1989 a 1992 fez parte do conjunto Nzimbo e grava em 1992 o Cd "Sembele" com os temas "Emoção", "Mingas", "Mucongo", "Kiamy", "Fonseca", "Sembele" (que de titulo ao disco), "Kuatequessa", "Manheno" e "Sambito".
 
 
Em 1996 vence o prémio "Liceu Vieira Dias", com o tema "Kibuikila" (Peste), acompanhado pela banda Maravilha. Em plena ascensão da carreira "Bangão" e convidado, em 1999, a fazer parte da Banda Movimento sempre como vocalista.
 
 
No mesmo ano, ganha a primeira edição do concurso "Semba de Ouro" com a canção "Kangila" (pássaro agoirento) e afirma-se como cantor e compositor de inequívocos créditos firmados.
 
 
O ano 2003 consagra Bangão como um dos maiores intérpretes da música popular angolana. Neste ano, no Top Rádio Luanda, ganha os prémios da musica do ano (Fofucho), voz masculina do ano e reconhecido com o premio preservação pela sua incessante defesa da musica popular angolana.
 
 
Doze anos após a publicação da sua primeira obra, o músico, compositor e intérprete angolano, Bernardo Jorge "Bangão", colocou à disposição do público a sua segunda obra discográfica com o titulo "Cuidado".
 
 
O artista e distinguido como sendo um exímio executante do estilo Semba, que no suporte textual das suas canções apresenta narrativas autênticas de ocorrências do quotidiano angolano.
 
 
Bangão já participou em espectáculos realizados em Portugal, Argentina, Namíbia e Brasil, onde dividiu o palco com cantor o brasileiro Gilberto Gil.
 
 
Lulas da Paixão
 
 
Compositor e artista angolano, Lulas da Paixão, nome artístico de Sebastião Paulo, nasceu a 11 de Novembro de 1946, na Ilha do Cabo, em Luanda, Angola. Em 1957, começou a sua carreira artística como vocalista do grupo A Caravana.
 
 
Enquanto compositor produziu várias músicas das quais se destacam "Mukagiami", "Lolito", para Carlos Burity, "N'ga Kinga", para Pedrito, "Ti Chico", para António Paulino, "Zinha", para Dina Santos e muitos outros temas para músicos africanos.
 
 
Dom Caetano
 
 
Em 1972, com apenas 16 anos, Don Caetano, iniciava os primeiros passos no canto. Foi no início dos anos 70 que Caetano Domingos António se juntou a um grupo de amigos e formou a banda "The Seven Boys", no bairro Sambizanga.
 
 
Em 1998, Dom Caetano grava a sua primeira obra discográfica, "Adão e Eva", um CD que teve grande aceitação do público e dos críticos. "Uegia kusokana" e "Semba Dilema", dois grandes sucessos deste CD, revelam a forte angolanidade de Dom Caetano, enquanto compositor, e denotam a adopção de um esquema de composição inspirado em questões de índole social e cultural, numa linha de continuidade da música elaborada por antigos compositores angolanos.
 
 
Fonte: Angop 

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo