Morreu o cantor angolano Rui Duna, aos 55 anos

Morreu o cantor angolano Rui Duna, aos 55 anos

Três dias após a morte de Bangão, a música angolana volta a sofrer nova perda, com a morte do cantor angolano Rui Duna, falecido ontem, 18 de Maio, em Portugal, vítima de doença prolongada.

O autor do sucesso “Any Any”, música conhecida como “Ela é Boa Como o Milho”, faleceu em Lisboa, no Hospital Professor Doutor Fernando Fonseca (Hospital Amadora Sintra), pelas 21h:45.

A notícia foi confirmada ao Jet7 Angola pelo radialista e Dj angolano, Carlos Pedro, da Rádio RDP África, residente em Portugal, que confidenciou-nos que Rui Duna subiu pela última vez ao palco no seu show de 20 anos de carreira como Dj, realizado em Portugal, no passado dia 14 de Março.

Rui Fernando da Silva Costa Campos mais conhecido artisticamente por Rui Duna, nasceu em Angola, no Bairro Espirito Santo, Moxico, Luena, aos 7 de dezembro de 1959.

Rui Duna começou a cantar aos 8 anos de idade no coro da igreja. Participou no programa infantil “Palmo e Meio” do rádio clube do Moxico. Aos 14 anos de idade iniciou a sua carreira musical quando foi convidado para integrar o grupo “Arco Iris”, para cantar músicas do rei Roberto Carlos.

Em 1977, enfrentou os conflitos armados no Moxico e foi obrigado a mudar-se com os seus familiares para a Zâmbia.

Rui Duna chegou a Portugal com 16 anos de idade. Gravou dois discos a solo “Memórias” em 1980 e “Ca e Lá” em 1985. Cantava em vários dialetos de Angola “Kimbundo”, “Umbundu” e “Chokwe”.

Fã incondicional de Bob Marley, cantava Reggae, Sungura e Kizomba. Destacou-se musicalmente com os temas “Imbondeiro” e a primeira Kizomba de sucesso em Angola “Any Any” (música escrita dentro de um Táxi a caminho do estúdio de gravação).

Ouça a música “Any Any”

Fonte: Jet7 Angola / Carlos Pedro

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo