Ministra da Cultura lamenta a morte do músico Zecax

Luanda - A ministra da Cultura, Rosa Cruz e Silva, lamentou, em Luanda, a morte do compositor e cantor José António Janota, de nome artístico Zecax, ocorrido hoje, na República da Namíbia, vítima de doença.
 


Numa nota de imprensa a que a Angop teve acesso, a ministra sublinha que a morte do músico Zecax deixa um vazio irreparável no conjunto das figuras referenciais da música popular angolana.
 


“Em meu nome pessoal e do colectivo de trabalhadores do Ministério da Cultura endereço à família enlutada, à classe artística em geral, os meus mais profundos sentimentos de pesar”, refere o documento.
 


Zecax fez parte do histórico agrupamento “Kissanguela”, em 1976, formação musical ligada à JMPLA, como cantor, gravando o seu nome nesta importante banda musical, que representa o ponto mais alto da canção revolucionária.
 


Era das vozes mais prestigiadas do agrupamento musical “Jovens do Prenda”, deixando para a história dessa formação os sucessos “Undengue Uami”, “Makota mami” e “Fim-de-semana”. É também autor de “Caminhar é difícil”, “ Mana Tita “ e “ Caçador”.
 


Nos Kiezos, interpretou “Maximbombo”, “Boleia” e “Donzela”.
 


Zecax integrou ainda os agrupamentos “Angolenses”, “Mini Bossa”, “Diamantes Negro”, “Os Merengues” e “Semba África”.
 


Desde Setembro deste ano, Zecax preparava o seu primeiro trabalho disco a solo, intitulado “Avó Sara”, uma síntese da sua trajectória artística de 30 anos, e que seria dedicado à sua avó, que muito o incentivou na carreira musical.

 

Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo