Michael Jackson foi assassinado, informa atestado de óbito actualizado

imageHomicídio por "injecção intravenosa", que resultou em uma "intoxicação por propofol", é a causa da morte de Michael Jackson, segundo consta no atestado de óbito do cantor, somente agora divulgado, de acordo com o jornal inglês News of the World. Na versão anterior do documento, não aparecia o motivo.

 

O atestado foi expedido pelo secretário do Condado de Los Angeles e integra a série de documentos que fazem parte das investigações da morte do popstar, ocorrida em 25 de junho de 2009.

 

Com a divulgação do conteúdo do novo atestado, são maiores as chances de o Dr. Conrad Murray ser indiciado criminalmente. Ele estava com Michael Jackson no momento em que o cantor passou mal.

 

O médico já contratou um advogado: J. Michael Flanagan, que já defendeu Britney Spears e, em 2004, ganhou, para um cliente, um caso parecido com o de Murray.

 

Fonte: Destak Jornal

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo