Mia Couto distinguido com prémio americano

Mia Couto distinguido com prémio americanoO escritor moçambicano Mia Couto admitiu ter ficado alegre por ser distinguido com o prémio de literatura Neustadt, por ser uma espécie de “contra corrente” face à situação no país e às “ameaças à sua família”.

 

A distinção “coincide com um momento conturbado e de preocupação em Moçambique e, em particular, da minha família, que também foi objecto de ameaças”, informou o escritor, lembrando a situação crispada no país devido à possibilidade de reacendimento da guerra.

Nas cidades “há uma situação de tensão grande causada pelas ameaças de raptos, sequestros e violência”, referiu Mia Couto, que, por ser uma “espécie de contra corrente”, admitiu a alegria de receber uma distinção.
 

Mia Couto dedicou o prémio à sua família, que apelidou de “primeira nação”. E depois “a Moçambique, por todas as razões, mas agora ainda mais, porque temos de ficar mais juntos nessa busca por opções de paz, por alternativas de desenvolvimento”.
 

Mia Couto assinalou a importância do prémio ser entregue a um escritor de língua portuguesa para “despertar interesse e atenção” para outros idiomas que não o inglês.
 

O prémio de literatura Neustadt, no valor de 50 mil dólares, é atribuído de dois em dois anos pela Universidade de Oklahoma.

 

Fonte: Jornal de Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo