Leila Lopes termina hoje seu mandato

Fotos: 1/3

 

O mandato da angolana Leila Lopes como Miss Universo termina hoje, quando for eleita a sua sucessora na 61ª edição do concurso que vai juntar, às 20 horas (meia noite em Angola), no Planet Hollywood Resort and Casino, em Las Vegas (EUA), 89 candidatas de vários países do Mundo ao título do mais prestigiado concurso internacional de beleza.

 

A angolana tem o recorde de miss que mais tempo esteve no cargo devido ao adiamento do concurso de Setembro para Dezembro.

 

Na origem do adiamento do concurso, que é geralmente realizado entre Maio e Setembro, está o facto de a rede de televisão americana NBC, co-proprietária do concurso com a Trump Organization, ter evitado a sua realização no mesmo período em que decorreram os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 e, posteriormente, a eleição presidencial americana. 

 

Várias cidades apresentaram a sua candidatura para realizar o concurso, entre as quais estavam Pristina (Kosovo), Guadalajara (México), Isla Margarita (Venezuela) e Paradise Island (Bahamas), que já acolheu o concurso em 2009, mas quem esteve perto de o receber era a República Dominicana. O novo Governo, liderado pelo presidente Danilo Medina, que assumiu o poder em 16 de Agosto, não aceitou disponibilizar os seis milhões de dólares pedidos pela organização do concurso Miss Universo para que o evento fosse realizado no país. Em 27 de Setembro, Las Vegas foi confirmada como sede do concurso, após as negociações com a República Dominicana terem fracassado. Esta é a quarta vez que o concurso é realizado em Las Vegas.

 

A organização do concurso Miss Universo entrega três prémios especiais: Miss Simpatia, Miss Fotogenia e Melhor Traje Típico.

 

A candidata vencedora do prémio Miss Simpatia vai ser escolhida sigilosamente entre as 89 concorrentes.

 

A Miss Fotogenia é eleita pelos jurados preliminares, que escolhem a candidata que tiver melhor desempenho nas fotos de competição. Cada uma das candidatas apresenta-se perante os jurados com um traje típico do seu país e o primeiro prémio desta categoria vai para a candidata que estiver melhor caracterizada de acordo com o seu país.

Entre as 89 candidatas estão apenas representantes de sete países africanos, nomeadamente, Angola, Tanzânia, Nigéria, Namíbia, Ilhas Maurícias, Etiópia e África do Sul.

 

Fonte: Jornal de Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo