Kassav obriga fãs a esperar mais de sete horas na Cidadela

Grupo Kassav em grande estilo na CidadelaLuanda - A actuação do grupo antilhano Kassav levou os fãs a esperarem cerca de sete horas para ver e ouvir, mais uma vez, ao vivo o melhor grupo zouk no Estádio Nacional da Cidadela, em Luanda. 
 
 
Apesar da chuva que se fez sentir ao princípio da noite de sábado na capital angolana, factor que poderia impedir a ida à Cidadela, e do cansaço, os fãs não se fizeram de rogados e esperaram até às 3h42 minutos para ouvir os primeiros acordes do tema “Gadé Aw”, que abriu o desfile musical de uma banda que conquistou o Mundo, com um zouk refinado e puro.
 
 
A actuação de Jocelyne Beroard, Jacob Desvarieux, Jean-Philippe Marthely, Jean-Claude Naimro, Georges Decimus e companheiros, que terminou por volta das 5h30 minutos, dominou as conversas dos fãs, que "desafiaram" a chuva e tomaram de "assalto" a Cidadela, para aplaudir as estrelas.
 
 
Aquando da entrada, os aplausos da plateia fizeram-se notar, dando a prova que nem a chuva teria força para travar a festa.
 
 
Feitas as apresentações e dado o primeiro toque, que só aconteceu depois de 10 minutos de um festival de fogo de artifício, o grupo foi buscar “Aye Pamol” e “Se Dam Boujou”, este último na voz de Jean-Philippe Marthely, que tentava, desde então, dominar o público com o seu característico espírito criativo e de animação.
 
 
À semelhança do que se registou aquando da sua última passagem pelo mesmo palco em Outubro de 2010, o repertório do grupo esteve centralizado, bem ao gosto dos angolanos, aos quais a banda proporcionou, de imediato, uma série de seis temas de grande aceitação no país, entre os quais “Di Mwen”, “Ou Le”, “Kole Sere” e “Yélele”.
 
 
Durante a sua actuação, o grupo tocou e cantou ainda “Avewdou Dou”, na voz de Naimro, seguido de “Bel Kréati”, “Mwendi Awa”, “Banzawa”.
 
 
O bloco a seguir abriu-se com um instrumental, seguido de “Sie Bwa”, “Anbalate”, “Oupe Di Filou”, “Rete”, “Solei”, “Siwo”, “Meale” e “Kayemaman”, para o delírio do público.
 
 
Num clima de muita emoção e interacção entre o grupo e os fãs, Jacob e companhia ainda foram buscar do baú de recordações “Timtim Bwazec”, “Oh Madiana”, “Soulaje Yo”, “Toutri”, “Mwen Malad Aw”e “Zouk La Se Sel Medicaman Nou Ni” para fechar a jornada que arrastou à Cidadela mais de 30 mil pessoas.
 
 
Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo