Jovem que abraçou Cristiano Ronaldo em jogo vai a julgamento

 

O adepto Ronald Gjoka, o jovem que saltou em agosto a vedação do Sun Life Stadium, em Miami, para abraçar Cristiano Ronaldo, pediu sexta-feira perdão aos proprietários do campo e garantiu que não voltará a fazer a mesma coisa.

«Peço desculpa aos donos do Sun Life Stadium e a Cristiano Ronaldo. Nunca mais volta a acontecer», disse Ronald Gjoka numa entrevista à agência Efe.

O jovem, de 20 anos, de nacionalidade albanesa e canadiana, será julgado segunda-feira em Miami sob a acusação de «roubo» por saltar para o relvado interrompendo o jogo que opunha o Real Madrid e o Chelsea para abraçar Ronaldo.

«Só queria conhecê-lo e agradecer-lhe por me ajudar nos momentos mais dolorosos da minha vida. Não volta a acontecer», repetiu várias vezes na entrevista à agência espanhola ao manifestar também esperança de que as reações positivas à sua ação possam mudar o pensamento do juiz.

A acusação de roubo poderá custar a Ronald Gjoka a sua continuidade nos Estados Unidos, onde permanece com visto de estudante.

Para Ronald Gjoka o modelo de Ronaldo devia ser seguido por muitos atletas e lembrou o capitão português como estando sempre a doar sangue para ajudar crianças com cancro.


O próprio Cristiano Ronaldo terá, segundo Ronald Gjoka, escrito uma carta abonatória para o seu julgamento e por isso o jovem está confiante num desfecho positivo e agradeceu aos Estados Unidos a oportunidade de estar no país a estudar.

 

Fonte: Lusa

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo