Jorge Antunes (apresentador da TV Zimbo) sofre assalto à mão armada

 

O Apresentador da TV  Zimbo e radialista "Jorge Antunes", sofreu recentemente um assalto a mão armada em Luanda, quando saía do balcão do BFA.

 

Horas depois do incidente o apresentador partilhou no Facebook o que havia sucedido:

 

 

"Amigos e amigas. Quem vos fala sou eu. Jorge F. Da S. A. J. Gomes... Muitos conhecem-me por Jorge Antunes. Venho informar que fui perseguido e assaltado. Na pasta não tinha nada de especial a não ser a própria pasta, os passaportes e cartões de crédito. Estive num banco em Talatona onde não cheguei a levantar dinheiro pois não havia cheques avulso. Dirigi-me a outro e acho que os ladrões achavam que eu estivesse a fazer um levantamento/deposito. Ao parar em frente ao outro saio do carro, falo ainda uns minutos com o Da Wanny Bébé... E quando me viro para ir a banco BFA da rua principal do morro Bento, sai um "demónio" com uma arma apontada para a minha cara a pedir a carteira. Eu disse que não tinha nada ... Acho que ele viu isso como resistência e colocou a bala na câmara, apontando para a minha cara.

 

Estavam dois numa Mota e o de trás é que saltou. Atirei a carteira e ele fugiu. O da frente ainda assustou-se e acho que me reconheceu ... Mas o de trás estava com o objectivo definido: ficar com os milhares dólares que eu não carregava. As pessoas gritaram, os carros pararam, mas ninguém fez nada.... Fui a policia e dei queixa. Às 18:00 a vir da creche do Dimi ( seu Filho) recebo um telefonema a dizer que tinham encontrado os passaportes que estavam numa lixeira ao lado do SIAC, a cem metros do primeiro banco onde tinha estão. As pessoas viram os documentos e viram uns cartões de visita, tendo ligado para o primeiro número.

 

Ainda não me recuperei do susto mas aprendi a lição: todo o cuidado é pouco. Não facilitar. Não andar com carteiras grandes e entrar em bancos e lojas com carteiras grandes que possam indicar ter dinheiro. Entregar tudo logo eles assim o queiram. Eles não vão acreditar em nada que dissermos. Não pensar que só acontecera com os outros. Para além da reação de dizer que não tinha nada fiquei com os ouvidos tapados, pernas bambas, visão turva. Dou graças a Deus por estar vivo e poder ser mais uma estatística de assalto e não de assassinato. Cheguei a casa e comi uma Mousse de chocolate e bebi uma coca-cola."

 

 

Segundo Jorge Antunes, a polícia já se encontra a tratar do caso.

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo