Jacinto Tchipa emociona plateia durante concurso de música popular angolana

 O veterano Jacinto Tchipa, quando encanta no Variante2012O veterano Jacinto Tchipa, quando encanta no Variante2012O veterano Jacinto Tchipa, quando encanta no Variante2012Huambo – O vete rano músico Jacinto Tchipa, de 55 anos de idade, foi a grande "estrela da noite" de sábado, durante a realização da final da 20ª edição do concurso de música popular angolana, que decorreu no pavilhão multi-uso Osvaldo Serra Van-Dúnen, na cidade do Huambo.

 

Ao ser chamado ao palco para interpretar alguns sucessos seus que o tornaram famoso no music-hall nacional, Tchipa foi recebido em pé e sob aplausos e assobios da plateia, que lotou por completo os 2.500 lugares do recinto.

 

Conhecido como o dono de uma voz penetrante, que devolveu a esperança a milhares de militares ao longo dos anos de conflito armado que o país viveu, o músico deu mostras de que, apesar do avançar da idade, ainda conserva o vigor musical que o levou à conquista do Top dos Mais Queridos em 1988 e 1989.

 

Com a canção "Cartinha da Saudade", o músico levou a plateia ao delírio. Contagiados com o romantismo peculiar das letras de Jacinto Tchipa e as melodias carregadas de emoções e verdadeira nostalgia, os presentes no pavilhão cantaram mais alto que o artista, em resposta eufórica.

 

A seguir a esta canção, que comoveu uma das presentes a oferecer uma rosa ao artista enquanto cantava, Jacinto Tchipa interpretou o tema “Maié Maié”, referência obrigatória nos bailes das décadas de 1980 a meados de 1990.

 

Antes de Jacinto Tchipa actuaram João Afonso e Lili Vasconselos, que interpretaram músicas do falecido António Venâncio Viñi Viñi, que foi homenageado durante o variante.

 

João Afonso, contemporâneo de Viñi Viñi, abriu a festa com a música “A morte de um herói”, ao passo que a jovem Lili de Vasconcelos cantou “Trititi”, fazendo o público reviver o “general” da música popular do Huambo, falecido a 5 de Agosto de 2007, em Cuba, vítima de doença.

 

Bessa Teixeira tirou do seu reportório as músicas “Sulunla” e “Nda ombeta” e recebeu ovações do público que, momento depois, voltou ao delírio com Justino Handanga em palco para interpretar “Carlito” e “Ndondi”, acompanhado pela plateia.

 

Os momentos finais do Variante ficaram por conta de Puto Português, que contagiou o público com toda a sua energia. O artista fez todos dançarem e cantarem suas canções do início ao fim.

 

Puto Português, acompanhado de sua banda, interpretou os temas “Kina”, “Casa da sogra”, “Como me sinto”, “Zebedeu”, “Maria para Meury” e “Fim do mundo”.

 

Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo