Human Rights Foundation pressiona Nicki Minaj a cancelar show em Angola

A Human Rights Foundation pediu à rapper Nicki Minaj, para cancelar o seu show "agendado no país governado por José Eduardo dos Santos", refere o Hollywood Reporter.

Nicki Minaj tem uma actuação marcada para sábado (19), em Luanda, no estádio dos Coqueiros, no âmbito das festividades de fim-de-ano, da operadora Unitel, com o lema “Show Unitel – Boas Festas”.

Segundo o Hollywood Reporter, Angola é muitas vezes apontada como um país onde são violados os direitos fundamentais dos jornalistas, activistas e outros que falam contra a opressão do governo e intimidação, que às vezes é implementado através da polícia que usa força excessiva para fazer detenções arbitrárias.

Numa carta enviada à Minaj, Thor Halvorssen, chefe da Fundação dos Direitos Humanos, pede a rapper para cancelar o seu show em Angola.

A carta refere que o artista angolano de hip-hop, Luaty Beirão foi preso em junho depois de participar de uma reunião para discutir a democracia e não-violência, e que há um julgamento em curso contra ele e outras 16 pessoas que participaram da reunião.

"Como uma artista independente e de fortes convicções, você não deveria estar a defender a libertação do rapper encarcerado Luaty Beirão, em vez de entreter o ditador e sua família de ladrões?", questionou Halvorssen em sua carta, obtida pelo “The Hollywood Reporter”.

Até ao momento, não foi emitido qualquer comentário sobre o assunto, por parte de Nicki Minaj e seu representante. Leia a notícia original

Fonte: Hollywood Reporter

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo