Filho de José Eduardo dos Santos cria documentário

Músico e realizador, Coréon DúLuanda - A teatralidade das festas de quintal em Angola ganhou certa importância que tornou-se tema de debate do documentário "Festa de Quintal: Teatro Domiciliar Angolano”.
 
O filme documentário, que estreiou esta sexta-feira em Luanda (prevê-se velar para outras regiões do país), é realizado pelo artista Coréon Dú em parceria com Ademir Calvalcanti e Sissi Bembom.
 
O documentário nasceu da pesquisa sobre a "teatralidade das festas feitas em casas e do propósito de criar um paralelo entre as comemorações angolanas e as de outras culturas", pelo que existe em todo mundo algum tipo de acontecimento em lar onde juntam-se amigos ou familiares para conviverem.
 
"Em Angola a dança está muito presente, por isso, eu queria falar da teatralidade e de alguns hábitos nacionais ligados a esta arte", explicou em entrevista à Angop Coréon Dú.
 
Para isso, disse o realizador, foram recolhidas informações, feitas diversas filmagens e entrevistadas pessoas ligadas às artes visuais.
 
Já a curta – metragem de dança, que teve a coreografia de Félix Alvaréz e do consagrado professor angolano Sacaneno João de Deus, faz o simulacro das comemorações toda decorada e coreografada.
 
A "Festa de Quintal: Teatro Domiciliar Angolano” mostra, para além de uma intimidade entre as pessoas, momentos agradáveis do falecido bailarino Mateus Péle do Zangado a exibir a sua experiência na dança.
 
O projecto visou valorizar a ancestralidade e os aspectos rurais que se interligam aos reflexos urbanos.
 
Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo