Erro médico pode ter causado a morte prematura de Própria Lixa, diz jornal

Segundo o jornal Sol, a morte da kudurista Stela Irene Fraio Lima “Própria Lixa”, poderá ter sido causada por erro médico (diagnóstico errado), quando recorreu à uma clínica privada para fazer exames médicos, dias antes do seu internamento no Américo Boa Vida, onde veio a falecer no dia 19 de Outubro.

Segundo a agente da cantora, Zenilda Bonito, Própria Lixa começou a sentir-se mal depois de regressar da Europa, onde realizou alguns shows. Já em Luanda, a cantora dirigiu-se à uma clínica da capital, onde realizou exames médicos.

Depois de realizar os exames, comunicaram-lhe que se tratava de febre tifóide e começou de imediato a fazer o tratamento em casa. Entranto, o seu estado de saúde foi se agravando, até que no sábado (17), acabou por ser internada no hospital Américo Boa Vida, em estado grave.

“Quando ela foi para o Américo Boa Vida, quase que não comunicava. Foi mesmo já num estado muito crítico”, afirmou Zenilda.

Após o seu internamento neste hospital é que se descobriu que Própria Lixa sofria de tuberculose óssea e que esteve vários dias a tomar uma medicação errada, lamentou a agente da kudurista.

Fonte: Jornal Sol

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo