Entrevista com produtores musicais angolanos

Entrevista com produtores musicais angolanos

 

Certamente que todos já terão ouvido falar sobre produtores musicais, no entanto, pouco ou nada se sabe sobre esta classe de profissionais, e nem temos se quer a noção da dimensão que estes têm na indústria musical.

 

Nesta entrevista, o Jet7 Angola procura esclarecer o que é um produtor musical, quais as suas funções, as diferentes fases da produção e se os produtores são devidamente valorizados. Lembramos que todas estas questões foram cuidadosamente analisadas dentro do contexto social angolano.

 

Para tal, convidámos quatro produtores musicais angolanos residentes em Angola e na Diáspora, para nos ajudarem a compreender todas estas questões: Nuxito e Sérgio Belera, residentes em Portugal, Gabriel Satxibala e Patrick Taborda, residentes em Angola. Todos eles experientes e com provas dadas.

 

Afinal o que é um produtor musical ou produtor discográfico?

 

É aquele que produz música criando o acompanhamento instrumental, na gíria conhecidos por(beats). Mas convém lembrarmos que existe uma diferença entre produtor musical e um "beat-maker" ou fazedores de "beats".

 

"Para mim um produtor musical é alguém que para além de produzir o instrumental é músico , acompanha o cantor a nível do canto ,letra até a qualidade final. Porque quer que o produto final seja bem consumido. O beat-maker é alguém que só vende beats, tem as suas noções de música também, mas preocupa-se mais em vender e ter sons no mercado mesmo que não sejam  músicas de top. Muitas vezes preocupa-se mais em "samplar" ,copiar, do que criar algo novo"- defende o produtor Gabriel Satxibala.

 

Para garantirem a qualidade e a excelência das suas produções, muitos recorrem à técnicos, músicos e instrumentistas para o arranjo das músicas, algumas vezes até são os produtores que orientam os artistas na escolha do repertório e assumem-se também como compositores.

 

E no nosso contexto angolano será assim?

 

Com certeza. O que nos leva a concluir que o produtor musical é alguém determinante na indústria musical.

 

Só para citar alguns exemplos no nosso país: Heavy C, Dji Tafinha, Dj Patrick,Toto, Nuxito, Sérgio Belera e muitos outros, para além de produzirem também escrevem músicas.

 

Para o produtor musical Patrick Taborda mais conhecido por dj Patrick, poder entrar num estúdio e produzir uma música a partir de algo que se idealizou e imaginou é absolutamente fantástico. "Músicos que nao sabem produzir dependem muito da "viagem" e da criatividade dos produtores, o que causa algumas limitações"- refere o produtor.

 

"Ser produtor musical é um trabalho que tem que ser feito de coração..."- acrescenta Nuxito.

 

As questões técnicas são naturalmente importantes, mas a criatividade e a paixão como vimos também são determinantes no processo de produção de uma música.

 

E como se desenvolve o processo de produção musical? Será assim tão simples?

 

Para os produtores  Sérgio Belera e Grabriel Staxibala, o processo de produção de uma música tem seis fases, que são:

Criação da base, arranjos, gravação, edição, mistura e masterização.

 

Gabriel Satxibala explica detalhadamente como se desenvolve cada fase: "A produção musical é um processo bastante complexo. Inicialmente temos a fase 1 que diz respeito à criação da música; depois segue-se a fase 2 relativa à composição, que consiste em definir as melodias e escolher a bateria base; segue-se a fase 3 assente na criação da letra e na colocação da voz guia na mesma, e depois dessa fase, segue-se a fase 4 na qual se acrescentam instrumentos, tais como, baterias, guitarras, percursão e sopros, dependendo obviamente da música em causa e estilo musical em que esta se enquadra. De seguida, na fase 5, o cantor volta a cantar novamente e fazem-se os arranjos finais na música. Por fim, temos a parte final, a 6, que consiste na mistura e na masterização. E voilá, a música está pronta"

 

 ..."isto na prática tem o seu trabalhão" afirma Sérgio Belera

 

Os produtores musicais angolanos são valorizados?

 

De forma unânime a maioria respondeu que ainda há muito a melhorar neste capítulo, apesar de alguns avanços.

 

Nuxito: "Sim, creio que a maior parte valoriza e é grato por aquilo que fazemos, assim como também há a menor parte que passa por nós, pelo nosso trabalho de produção, e mais tarde depois do sucesso esquece-se de quem o fez brilhar".

 

Sérgio Belera: "Naquilo que vejo ainda falta um pouco, embora com o crescimento da música nacional que obviamente de forma implícita aponta para uma melhoria de certa forma significativa da valorização  do produtor por parte de alguns cantores. Hoje temos trabalhos de qualidade e muitos deles pelo sacrifício de produtores e djs que fazem por lançar, e não pelos cantores. A realidade é que cada vez mais vamos ganhando bons produtores,  e  o resultado é a  boa música que temos tido hoje no mercado que se está a tornar cada vez mais competitivo, contudo alguns cantores ainda não valorizam devidamente o produtor. Isto é facto!"

 

Patrick Taborda: "Eu acredito que valorizem.Tenho exemplos de alguns músicos que apesar da visibilidade pública, continuam a trabalhar comigo,caso contrário, cada cantor aprendia a produzir como no meu caso. A única coisa que lamento é o facto dos cantores angolanos valorizarem mais os produtores musicais de fora do que os nacionais.

 

Gabriel Satxibala: "De uma forma geral, penso que sim. A minha experiência como produtor tem sido globalmente positiva. No entanto, este tema é “um pau de dois bicos”. Os cantores com quem tenho trabalhado valorizam o meu trabalho, porque eu tenho tido o cuidado de trabalhar com cantores que, além do talento, tenham também valores pessoais e profissionais, precisamente para que o trabalho possa correr bem e ambas as partes evoluam e cresçam em conjunto. Tento sempre trabalhar numa lógica de sinergias conjuntas, com vista à execução de um bom trabalho. Contudo, às vezes oiço histórias contadas por alguns produtores que se queixam da postura e falta de profissionalismo de alguns cantores. Graças a Deus até ao momento nunca me aconteceu nenhuma experiência negativa e espero que continue assim."

Da próxima vez que ouvir a música do seu artista favorito ou um grande hit, lembre-se de que sem estas pessoas não seria possível você puder desfrutar de grandes e belas músicas no seu Ipod, em festas, casamentos, discotecas etc.

 

Produtores musicais, compositores, músicos, instrumentistas, técnicos de sons, cantores e djs, são todos importantes na indústria musical, mas infelizmente não são reconhecidos da mesma forma.

 

"Sem dúvida que, na produção, para conseguirmos garantir o sucesso de uma música e do cantor a ela associada, o papel do produtor é essencial, uma vez que este ou produz bem ou não, e isso será sempre determinante para a visibilidade, projecção e sucesso de um artista."  - reitera Gabriel Satxibala

 

A opinião de Nuxito não é diferente, por isso mesmo, insistir na importância do produtor musical, não é um "cliché", é um facto: "Primeiramente o sucesso de um artista passa pelo produtor é ele que vai criar a música para que o cantor tenha sucesso ou não..." - defende o produtor.

 

O prazer pelas coisas não deve estar apenas no imediato, por esta razão é importante que valorizemos cada vez mais os verdadeiros fazedores de arte, para bem da nossa cultura e da nossa sociedade.

 

Fonte: Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo