Entrevista com Almir Agria depois do seu vídeo polêmico

Almir Salatiel Ramalho Agria vulgo “Almir Agria” , tem 34 anos de idade, natural do Lobito(Benguela), pesa 74 KG, distribuídos nos seus 1,74 de altura, Casado, Jornalista da Radio Luanda, e Ex- apresentador do Jovem Mania. Atualmente é também do diretor de Marketing do W Club. 7 meses depois do celebre caso vídeo pornô do Almir Agria,que circulou na internet, e que conseqüentemente virou escândalo Nacional, Almir evitou dar entrevistas publicas relacionadas com o caso.

 

Muitas foram As conseqüências; perdeu o seu emprego na Tpa ( programa Jovem Mania) portas se fecharam, muitos o julgaram nas ruas. com tempo aprendeu a perdoar e entender que tudo era conseqüência da profissão que escolheu, e que vida tinha que continuar, Almir leitor assíduo da Platina Line através do seu Ipad escolheu a nós para dar sua primeira entrevista após divulgação online do vídeo celebre de pornô. Siga com exclusividade


 

INTÍMO E PESSOAL

 

 

PlatinaLine: Qual é sua maior qualidade?
Almir Agria: Pergunta difícil de responder, mas mesmo assim acho que é ajudar sempre o próximo.


P.L: E seu maior defeito?
A.A:
Segundo a minha esposa diz que sou muito rabugento e complicado (risos).


P.L: Qual é a característica mais importante em um homem?
A.A: Honestidade, Lealdade...


P.L: E em uma mulher?
A.A: Naturalmente que é a mesma coisa.


P.L: O que você mais aprecia em seus amigos?
A.A: Amizade é de certa forma um sentimento complicado e onde ninguém sabe quem é realmente o outro, mas no fundo o companheirismo é importante.


P.L: Sua citação favorita é:

A.A: “Quando o barco afunda os primeiros a pular são os ratos do porão”.


P.L: Um animal?

A.A: Papagaio.

 

P.L: Seus cantores?

A.A: Ninguém me tira a música angolana, mas Paulo Flores, Carlos Burity... Cuidado! Risos.


P.L: Que super-poderes gostaria de ter?
A.A:
De entrar na mente de cada ser humano e perceber porque motivos querem destruir o mundo.


P.L: Qual é sua palavra favorita?
A.A: São várias que uso no dia-a-dia, mas tive uma amiga que dizia e depois dei conta disso, que eu uso muitas vezes o NATURALMENTE.

P.L: Qual é o lema de sua vida?
A.A: Tenho a felicidade de ser amigo de Zeca Pagodinho, já almocei varias vezes em sua casa em rodas de samba e sempre k cantasse DEIXA A VIDA ME LEVAR eu lacrimejava...



P.L: Que dom você gostaria de possuir?

A.A: Deus já me deu um e ignorar esse que Deus me deu estaria sendo ingrato com a vida.


P.L: Como você gostaria de morrer?
A.A: risos.. Sarchel meu irmão, morrer não tem escolha, em qualquer lugar a pessoa morre, por isso quando Deus nosso Senhor chamar eu vou de qualquer maneira.



 

 

P.L: Uma mania?
A.A: Investigar o que não sei.


P.L: O primeiro beijo? A.A: Xiii... Esse não me lembro, mas acho que foi com uma vizinha que estava de férias no Lobito e era de Luanda.


P.L: A primeira vez no sexo foi... A.A:
Com a namorada de um amigo do meu pai que nesse dia dormiu em nossa casa

P.L: Uma vaidade...
A.A: Cheirar sempre bem.

P.L: Qual é seu maior medo?
A.A: Nessa idade para mim é complicado, já passei por muitas coisas...


P.L: O que o irrita?

 
A.A: Descobrir a falsidade em alguém...


P.L: O que você não gosta no próprio corpo.

 
A.A: Eu gosto de tudo... Risos, o meu corpo é uma obra de Deus.
 

P.L: Qual é seu atual estado de espírito?

 
A.A: O de sempre, tranqüilo como um grilo e manso como um ganso. Continuo calmo e sereno como a água de um poço... 

 

 

O VÍDEO...

 

 

P.L: Almir o que realmente aconteceu naquele quarto com aquela Jovem e com seu amigo e colega Rui Tavares?
 

 

A.A: O que todos viram...

 

P.L: Você sabia que estavam a ser filmados?
 

 

 

A.A: Não, não sabia e nem nunca filmei, mas mesmo que filmasse alguma cena minha, é porque era uma cena pessoal.

 

P.L: Mais o vídeo para quem teve acesso como eu, deu pra notar que você sabia da existência daquela câmera?

 


A.A:
Realmente eu sabia que tinha uma câmera ali ate porque ela estava mesmo a minha frente num lugar onde tinha muitas coisas, mas não me passou pela cabeça que ela estivesse ligada.


P.L: A jovem do vídeo circulou pela rede web uma entrevista em que dizia que ela foi drogada e não lembrava sequer o que tinha acontecido. O Almir e o Rui doparam-na?
 

 

A.A: Sarchel você viu o vídeo, acha que ela foi dopada?

 

P.L: Não sei, não estive  lá, e  Deram a ela bebidas alcoólicas?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A.A: Se bem me recordo o Rui não consumia bebida alcoólica e muito menos eu, por isso no quarto do Rui não tinha isso.

P.L: Outro e-mail que circulou mostrou uma conversa sua com o Rui e alguns amigos onde dizias que não sabias da gravação nem como foi parar na rede... Sentiu-se traído pelo Rui ou por uns dos seus amigos?
 

 

A.A: Não acredito que em algum momento eu disse que tivesse sido o Rui quem colocou esse vídeo a circular, primeiro o Rui tem família e filhas grandes e de maneira nenhuma ele iria estragar o seu lar por causa de uma aventura nossa, ou por umas horas de prazer, durante anos nós sempre andamos juntos e passamos juntos por momentos difíceis, quem me deu toda força para vir à Luanda e lutar por aquilo que sempre quis foi o Rui, nos piores momentos da minha vida em Luanda quem me ajudou foi o Rui e não acredito que ele iria me prejudicar até o ponto de destruir a sua relação. Falas em traição de amigo, amigo não trai amigo Sarchel.


P.L: Disseste-nos que te foi roubada a senha do email, és assim tão desprotegido?

 

 

A.A: A maior segurança mundial foi invadida por hackers, achas que eles não são prevenidos?


P.L: A sua amizade com o Rui foi afetada por isso?
 

 

A.A: De certa forma sim, mas isso foi por falta de diálogo entre nós, o que aconteceu as pessoas usaram para fazer todo tipo de intrigas e uma vez que nunca mais falamos as coisas ficaram assim,mas ele não é má pessoa.


P.L: Como a sua família reagiu a tudo isso?

 
A.A:
Não foi fácil, eu estava muito preocupado com a minha mãe que estava doente na altura e foi a primeira coisa que eu pensei. Mas a minha mãe é uma mulher guerreira e muito forte, a única coisa que ela me disse foi: não liga filho, estas co uma mulher e não com um homem, se fosse com um homem eu ate ficaria chocada mas é uma mulher e isso mostra que és o homem que sempre criei...
 

P.L: A sua esposa perdoou-lhe facilmente?

 
A.A:
Na altura que isso tudo aconteceu eu nem conhecia a minha esposa, nem me passava pela cabeça que um dia iria casar, quando eu comecei a namorar com ela a gente sempre falou de tudo e eu falei com ela daquilo que já tinha feito no passado, quando começaram a fazer-me chantagem por causa de uma filmagem minha eu falei com ela sobre isso e ainda nem éramos casado, mas eu nao sabia que tipo de filmagem era porque eu não sabia da existência dela. Eu casei com uma verdadeira mulher, não foi fácil, mas de certa forma foi bom para nos!


P.L: Não receou de ser chamado de falso moralista?
 

 

A.A: Os jornais em Angola já falaram de colegas meus “gatunos”, aquilo é que é crime e ninguém se preocupou com isso, porque motivo ia me sentir falso moralista? Fazer sexo é imoral?


P.L: O Almir também é considerado em conversas de Café que é autor das famosas bombas dos famosos, em que se revelavam casos de relações amorosas entre as celebridades Angolanas? O que tem de verdade nisso?
 

 

A.A: Falou bem conversas de café, alguém uma vez disse que tinha provas, mas até hoje não mostrou nada e já passaram cinco anos, na altura eu não era “ninguém” e jurei a Deus que profissionalmente ia acabar com ele e acabei, ele não é melhor do que eu e isso provei.


P.L: O Almir é Arrogante?
 

 

A.A: Depende do ponto de viste de cada um.


P.L: A sua relação com os seus colegas honestamente é saudável e na base da amizade?
 

A.A: Uma coisa é trabalho e outra é amizade, estamos juntos, mas não misturados...


P.L: Você e o Salu Gonçalves têm uma relação cordial?

 
A.A:
Nunca tivemos, apenas trabalhamos na mesma estação de rádio e nada mais, mas já foi à casa da minha mãe comer feijão de óleo de palma feito por ela numa panela de barro.

 

 

VIDA PROFISSIONAL


P.L: Chega de problemas vamos falar agora da sua carreira, como começou esse bicho, esse amor pela arte de comunicar e entreter?
 

A.A: Sinceramente não sei, todos nós temos um bicho de alguma coisa dentro de nós apenas temos que explorar.


P.L: Teve algumas dificuldades para se impor?
 

A.A: Para me impor onde? Em Luanda? Nem imaginas quantas, vindo de uma outra província onde ate hoje sou chamado de benguelense, não foi fácil.


P.L: Como foi a adaptação saindo de uma cidade calma e pouco agitada para Luanda totalmente o oposto?
 

A.A: Sempre gostei de desafios e esse só foi mais um.


P.L: Qual foi o ponto mais alto da sua carreira como Jornalista?
 

 

A.A: Ainda não cheguei lá, ainda nem fiz nada, ainda tenho muito para dar.

 

P.L: Projetos para o futuro, o que podemos esperar do Almir?

A.A: O segredo é a arma do negocio, já ouviste isso?


P.L: O que você pensa ensinar para os seus filhos ?

 
A.A:
O que todo pai deseja ensinar...


P.L: Tem alguma coisa que não questionei e você gostaria de abordar?
 

A.A: Acho que não...


P.L: Muitos famosos têm alegado que a traição numa relação já não tem o mesmo impacto como era em anos anteriores, também sente que a trair pode salvar a relação?

 


A.A:
Eu namorei, fiz pedido e casei para gerar uma família, em nenhum momento um homem casa diante da casa de Deus para cometer o adultério. Traição é traição e não é para salvar relação.


P.L: Mesmo no trabalho tem uma imagem descontraída, é assim também no amor?

 
A.A:
Naturalmente que sim, o amor é para se viver Sarchel,o que será do amor se não tivesse descontração?


P.L: Qual é o seu maior tesouro?

 


A.A:
Meus filhos!


P.L: Qual foi a maior tristeza de sua vida?

 

 

 

A.A: Quando perdi o meu melhor amigo, meu companheiro das noites, das madrugadas, tenho saudades dos dias em que ficávamos sem nos ver e depois um tinha que ficar acordado a espera do outro porque já tinha passado uma semana e ninguém tinha visto o outro, a maior tristeza foi essa. No dia em que estava a trabalhar à tarde na radio e recebi um telefonema a dizer que meu pai tinha morrido, ate hoje sinto a sua falta...


P.L: Qual é a sua idéia de felicidade? 

 
A.A: É uma gama de emoções ou sentimentos que vai desde o contentamento ou satisfação até a alegria intensa ou júbilo, a felicidade tem ainda o significado de bem-estar ou paz interna.


P.L: E o que seria a maior das tragédias?

 
A.A: Sinceramente não sei, todos os dias existem coisas a superar umas das outras.


P.L: Quem você gostaria de ser se não fosse você mesmo?

 
A.A: Não sei onde te referes ou a que te referes, mas profissionalmente, eu sou fã do Paulo Costa e sempre ouvi-o a fazer rádio, adoro o Tino Jr do rio de janeiro, e TV nunca foi a minha onda mas aprendi a gostar e investiguei um pouco, mas sempre admirei o Ernesto Bartolomeu e o Goncalves Inhagica acho que seria qualquer um desses.


P.L: E onde gostaria de viver?

 
A.A: Onde eu vivo, vivo bem, estou muito bem aqui.


P.L: Qual é sua viagem preferida?

 
A.A: Já fiz muitas acho que ate a preferida já fiz.


P.L: Em que ocasiões mente?

 
A.A: Uma mentira é uma mentira, não tem ocasião, mas se tiver que mentir para ajudar farei isso.


P.L: Que tipo de roupa você usa no cotidiano?

 
A.A: Aquilo que eu gosto, o que me faz sentir bem...

P.L: Qual é a sua compra mais recente?

 
A.A: O meu X6


P.L: O que você considera bonito, mas não consegue usar?

 
A.A: Só aquilo que é bonito, mas não gosto, mas se gostar um dia usarei.

 

Fonte: P. Line

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo