Eduardo Paim chora em noite de homenagem

Eduardo Paim não conteve as lágrimas durante a homenam a que foi alvoLuanda  – Banhado em lágrimas, numa noite de emoções, o músico angolano Eduardo Paim voltou a centralizar nesta sexta-feira a atenção do público luandense, tendo sido, a par de Yuri da Cunha, um dos destaques do espectáculo de consagração dos vencedores do Top dos Mais Queridos 2009.
 
O autor, que apareceu pela última vez num grande espectáculo em 2008, por altura das celebrações dos 20 anos de carreira de Paulo Flores, foi o homenageado desta edição do prémio, organizado desde 1982 pela Rádio Nacional de Angola.
 
Considerado o criador do género kizomba, "General Kambuengo" , como é conhecido nas lides artísticas, desfilou no palco do Karl Marx, em pouco mais de 40 minutos, alguns dos temas que o consagram como um dos mais notáveis produtores dos anos 80.
 
A homenagem iniciou-se com a leitura de uma breve biografia do artista, desde o início dos trabalhos na Rádio Nacional de Angola, à passagem pelo agrupamento SOS e mais tarde a opção pela carreira a solo, que se iniciaria com o álbum "Luanda Minha Banda".
 
Os relógios marcavam 21: 40 quando o grupo de bailado Minessa tomou de "assalto" o palco do Karl Marx e coreografou um dos mais dançados temas de Paim "Foi Aqui", tocado pela Banda Jabumba, sem a acompanhamento vocal do autor.
 
Em alguns minutos, o homenageado subiu ao palco, por entre a coreografia do Minessa, e rapidamente dirigiu-se ao teclado (seu instrumento de eleição), onde iniciou a actuação, com o tema "Foi Aqui", agora cantado de viva voz.
 
"Boa noite! Com todo o respeito, quero convida-los a levantarem-se. Ninguém pode sentar-se, até que novas ordens cheguem", expressou o artista em tom de brincadeira, antes de cantar "Foi Aqui" e "São Saudades", outro tema de sucesso dos anos 90.
 
Paim intercalava música com discurso de reconhecimento e agradecimento, quer à Rádio Nacional, quer ao público, ao qual jamais deixou de espevitar, para manter animada a festa de consagração, assistida por pouco mais de dois mil e 500 fãs.
 
"Muito obrigado pela vossa cooperação. Agora podem sentar-se, mas continuem a participar da festa. Vamos estabilizar um pouco. Vou dedicar esse tema aos meus colegas do SOS", disse, referindo-se à canção "Som da Banda".
 
"Vocês mereciam que uma vez na vida eu fizesse isso", expressou Eduardo Paim, antes de uma breve pausa, para a exibição de depoimentos de artistas com quem partilhou alegrias nos anos 80. Pedrito, Levy, Chico Madne e Guinho, os três últimos colegas nos SOS, foram alguns dos que falaram sobre a trajectória musical do artista.
 
Depois desse momento, o autor recebeu um diploma de mérito e uma salva de prata da organização, pelos feitos em prol do desenvolvimento da música nacional, das mãos da governadora de Luanda, Francisca do Espírito Santo.
 
Banhado em lágrimas, agradeceu o gesto e, encorajado pelo público, voltou a tomar de "assalto" o palco, para encerrar em alta a actuação, com outro grande tema de sucesso "Kutonoca", com que se veio a despedir, às 22:23 minutos.
 
O Top dos Mais Queridos 2009 foi ganho por Yuri da Cunha, com o tema “Kuma Kwakie”, seguido por Yannick (Afroman), com Mentalidade.
 
A cantora Pérola foi a terceira classificada, com a canção “Presta Atenção”.

 
Fonte: AngolaPress

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo