Música angolana: Dog Murras participa no Festival de Verão na Bahia

Luanda - O músico angolano Dog Murras está a preparar uma digressão ao estado brasileiro da Bahia, para o próximo mês de Janeiro, onde vai actuar no mesmo palco que o grupo Psirico, no Festival de Verão.

 

Segundo o músico, que avançou a informação à imprensa, tem uma agenda repleta de espectáculos de antecipação do Carnaval baiano, onde marcará presença no próximo ano pela sexta vez consecutiva.

 

Relativamente à sua ausência dos palcos, Dog Murras frisou dever-se ao facto de ao longo do ano ficar divido entre Angola, administrando a empresa Doglândia piscinas e acessórios, onde é director-geral, e o Brasil, onde está a finalizar o curso de Gestão de Empresas, numa das universidades da América Latina, dedicada à educação empresarial a distância.

 

“Nesta época do ano começo a preparar-me para uma incursão cultural ao Carnaval da Bahia, dando vida a um projecto de ligação artística que me fez receber em 2008 o reconhecimento do Ministério da Cultura de Angola”, disse.

 

Dog Murras estará, no final de ano, na Enchanté, a famosa festa de passagem de ano da cantora baiana Ivete Sangalo, considerada um dos maiores reveillons do Brasil, para o qual os ingressos esgotam a meio do ano.

 

“Sou convidado juntamente com o Márcio Victor, líder do grupo Psirico, campeão do Carnaval da Bahia. Eu e o Marcio Victor cantaremos alguns trechos do projecto musical Angobahia, que também envolve o cantor brasileiro Carlinhos Brown”, reforçou.

 

Dog Murras disse que o objectivo do projecto “Angobahia” é o de estabelecer um vínculo de corpo e alma entre Angola e Brasil através da arte musical, trabalhando as influências africanas na cultura brasileira e o resgate dessas raízes preservadas pelos baianos que ficaram no tempo para o povo angolano.

 

Nascido a 17 de Fevereiro de 1977, em Luanda, Murthala Fançony Bravo de Oliveira, iniciou a sua carreira musical na África do Sul, país onde esteve a frequentar o curso de Belas Artes, em Joanesburgo.

 

O músico tem no mercado cinco obras discográficas, nomeadamente “Sui Generis” (1999), “Natural e Diferente”, (2001), “Bué Angolano” (2003), “Pátria Nossa” (2005) e “Kwata-Kwata”, (2007).

 

Durante os seus mais de dez anos de carreira artística, este compositor e intérprete angolano já actuou em vários palcos, quer nacionais como internacionais, da Europa, América, África e Ásia.

 

Dog Murras é detentor de vários prémios nacionais e internacionais, entre os quais, dois Discos de Ouro na editora portuguesa “Vidisco”, pelo sucesso de vendas dos álbuns “Bué Angolano” (2004) e “Pátria Nossa” (2006).

 

No seu palmarés, Dog Murras conta igualmente, com um Disco de Prata, atribuído pela sua antiga editora (Zé Orlando), por ter vendido mais de 10 mil cópias do CD "Natural e Diferente", seu segundo trabalho discográfico.


Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo