Com fome e adoentado, músico angolano “Diabike” roga por ajuda

Com fome e adoentado, músico angolano “Diabike” roga por ajuda

O músico angolano, Diabike, autor de sucessos que marcaram a década de 80 e 90, esteve no dia 22 do mês em curso nas instalações da Rádio LAC - Luanda Antena Comercial para uma entrevista que culminou em lágrimas.

De acordo com o radialista Miguel Neto, funcionário desta estação de rádio, Diabike encontrava-se com muita fome e o seu estado de saúde é bastante preocupante:

"Estive a escuta do noticiário da LAC às 19 horas - de 22 de Março - e na sequência o locutor introduziu o músico Diabike, que não estava nada animado por causa do seu actual estado de saúde. Questionado sobre qual teria sido o motivo de sua presença [ali] nas instalações da LAC, o cantor disse que havia ido para lá tentar que o ajudassem a encontrar algum conforto, porquanto tem [muita] fome e sente a sua vida à beira de um precipício. Roga por ajuda, mas promete voltar à música desde que recupere a sua saúde. Confesso que fiquei muito triste ao vê-lo chorar em pleno estúdio de emissão", escreveu Miguel Neto nas redes sociais.

Em 2011, vários músicos uniram-se numa campanha de recolha de fundos para ajudar nos tratamentos de Diabike, que havia passado por três acidentes vasculares cerebrais.

Segundo o Jornal de Angola, a campanha começou em Luanda e foi a todo o país. Contudo, em meios privados diz-se que o dinheiro arrecadado pelos músicos, não foi suficiente para custear o tratamento do mesmo.

O cantor Diabike, é natural da província de Benguela, e tornou-se conhecido na década de 1990, com os sucessos "Amandjangue", “Barona” e “Margarida”.

Fonte: Jet7 Angola / Jornal de Angola

(Foto: Reprodução/TPA)

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo