CEF: «Quando a fama sobe à cabeça acabamos por deixar de ser quem somos»

Considerado a voz masculina revelação no top Rádio Luanda 2012, o jovem artista prepara-se para lançar o seu primeiro álbum, com a produtora que ele próprio criou. Sem teorias, rejeita ser “famoso arrogante” e garante que, na prática, vai continuar a fazer música.

Há 13 anos a fazer musica, Carlos Fernando, mais conhecido por CEF e autor de sucessos como ‘O amor é prático’ e ‘Pintor de rua’, prepara- se para lançar o primeiro álbum. A aventura musical começou quando ouvia as músicas de Eduardo Paim, Paulo Flores, Nsexylove, entre outros. Gostava do que ouvia e hoje tem a certeza de que “de certa forma” foram eles que lhe serviram “de inspiração” e contribuíram para o seu desenvolvimento artístico CEF define-se como uma “pessoa romântica por natureza, muito reservada” e que “não consegue ser mal-educada com os outros.

Em vésperas de ter o álbum à venda, admite que tem enfrentado dificuldades, “todos os dias”, principalmente, na procura de patrocínios. “Os empresários angolanos preferem investir em músicos que são sucesso no momento”, lamenta.

Para gravar o álbum, CEF tem passado por muitas dificuldades que ele próprio reconhece serem a “custo próprio, sem apoios” e confessa que, às vezes, sorri, mas “só para cobrir o lado triste que carrega”. No entanto, está convicto que “as dificuldades fazem de nós pessoas mais fortes e com vontade de prosseguir”.

Para ele, a música angolana ainda está num “processo de internacionalização” , mas está “num bom caminho porque já há músicos que têm vindo a fazer bons trabalhos”.

Mesmo com o sucesso do “Amor não é prático…”, CEF ainda não “se sente famoso” e acha que “nunca se vai sentir um dia, porque a fama quando sobe à cabeça acabamos por deixar de ser quem somos e mostramos ser outra pessoa”. E garante que é com simplicidade que lida com a fama, “conversando com as pessoas normalmente, sem complexos de superioridade, porque quando nos sentimos superiores aos outros tornamos-nos arrogantes”.

O novo disco não será editado pela ‘Milionário Family’, porque CEF já não tem contrato com a produtora. O músico não quis renovar o contrato, entendendo que se sente “preparado para viver outras emoções e ir mais além musicalmente”.

Formado em gestão de empresa, CEF confessa que só fez a formação superior “para agradar os pais”, porque o seu sonho sempre foi ser jogador de futebol ou músico.
“Segui a música porque sempre tive esse lado que falava mais alto em mim. Vou fazer música até não poder mais”, promete.

Actualmente trabalha com a produtora ‘Cef Music Group’ para lançar o seu primeiro trabalho discográfico intitulado ‘Botão de Rosa’.

 

Fonte: Nova Gazeta

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo