Cantora Cher acusada de descriminar bailarinos negros

Cantora Cher acusada de descriminar bailarinos negros

 

O coreógrafo Kevin Wilson apresentou uma queixa judicial contra Cher, cantora e actriz que foi célebre nos anos 1980, acusando-a de discriminação racial e perseguição.

A queixa refere que a artista de 68 anos exigiu a Wilson que só contratasse bailarinos brancos e ruivos para o espectáculo Vestida para Matar, segundo vários órgãos de Imprensa internacional.

Cher ter-lhe-á dito: "temos demasiada cor neste espetáculo", mandando, por isso, que não se fizessem mais audições a dançarinos negros durante a digressão.

Os documentos judiciais entregues afirmam ainda que um bailarino do espetáculo convidou uma fã para o seu quarto depois de um concerto e comportou-se de maneira "sexualmente agressiva", abusando da rapariga.

Wilson acusa Cher de tentar encobrir este "incidente". E diz que ele, e outras pessoas da companhia, foram despedidos por denunciar o caso, enquanto o agressor sexual se manteve no grupo.

 

Fonte: Nova Gente

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo