Cantora angolana "Lil Kiss" em entrevista ao Jet7 Angola

Cantora angolana "Lil Kiss" em entrevista ao Jet7 Angola

O Jet7 Angola esteve à conversa com a cantora angolana “Lil Kiss”, natural de Malanje, autora do sucesso “Da Boca Para Fora”.

A artista revelou-nos aspectos marcantes da sua carreira musical, projectos em curso, as suas referências no mundo da música, entre outros assuntos.

Acompanhe a entrevista:

Jet7 Angola: Quem é a Lil Kiss e qual é o significado do nome?

Lil Kiss: É uma rapariga muito simpática verdadeira, amiga de todos até provarem o contrário , e muito simples. O nome Lil kiss surgiu através de uma brincadeira de unir os nomes dos ídolos para formar um só, como sempre fui fã da Alicia Keys, então via-me como Alicia Keys Mirim. Mas o nome dela é „keys“ que significa chaves,  o meu significa beijo porque sou uma pessoa bastante alegre e achei que tinha mais a ver comigo.

Jet7 Angola: Fale-nos um pouco do seu percurso artístico e sobre quem são as suas referências musicais?

Lil Kiss: Tudo começou na escola, com músicas escolares, depois a paixão foi crescendo e veio a dança; durante muito tempo trabalhei como cantora, e colaborei com vários artistas do mercado; com isso fui ganhando terreno como se diz (risos). Consegui firmar o meu próprio lugar, apesar de não ter sido fácil. Mas com fé a gente chega lá. Tenho como referência musicais, Alicia keys , Pink , Lady Gaga , Christina Aguilera e Jessie J.

Jet7 Angola: Lil Kiss residiu no exterior. Pode falar-nos um pouco sobre a sua experiência longe de Angola?

Lil Kiss: Não foi fácil pois era muito nova e não falava a língua do país de acolhimento; a escola foi muito complicado, mas quando não temos opções não há nada a fazer. Estar longe da mãe, do pai e dos irmãos não era fácil.

Jet7 Angola: Neste momento está a preparar alguma obra discográfica? O que podemos esperar deste novo trabalho em termos de sonoridades?

Lil Kiss: Sim. Estou a trabalhar com a self made que é a minha produtora, e já temos o projecto pronto, a sair em breve, mas prefiro não dar muitos detalhes porque sabemos que as coisas podem mudar, apenas posso adiantar que o título deste trabalho será „Toda vossa“ . Eu gosto de fazer música consoante aquilo que as pessoas querem ouvir de mim, por isso escolhi este título.

Neste meu primeiro filho (álbum), como nós músicos chamamos, podem contar com alguns Zouks, House Music e outras surpresas.

Jet7 Angola: Para este novo trabalho, quem são os artistas e produtores com as quais irá colaborar?

Lil Kiss: Bem, neste trabalho contei com a colaboração de cinco produtores que são: Detergente, D Flow , Lb Angolano, Paco que também é o meu director artístico e compositor, e  Dj Devictor. O álbum teve também participações de alguns músicos como o Yong D , o Laton, do grupo dos Kalibrados, Filipe Gonçalves, cantor português , Master Jake, etc.

Jet7 Angola: A música "Da boca para fora" foi muito bem recebida no exterior. Em Angola a música teve a mesma aceitação?

Lil Kiss: Bem, ainda posso dizer que não teve porque ainda não estão a aderir como eu gostaria, mas com calma sei que irá chegar ao patamar que queremos, até porque temos que valorizar o nosso mercado, e esperamos que também possam aderir com a mesma percentagem que se verificou no exterior.

Jet7 Angola: Quem escreve as músicas que a Lil Kiss interpreta?

Lil Kiss: Bem, eu trabalho com todos os meus produtores, sou uma cantora que aceita sempre outras opiniões, por isso posso dizer que todos os meus produtores escrevem comigo pois somos uma grande equipa, e a opinião de todos conta para mim

Jet7 Angola: Existe algum segredo para o sucesso de uma música?

Lil Kiss: Sim. Para mim é o sentimento, a mensagem que a música passa para as pessoas, porque a mensagem é que dá valor a uma música para que, durante muito tempo, esta seja marcante na vida das pessoas. Por isso até hoje continuamos a ouvir ídolos que já não estão entre nós, pois deixaram mensagens construtivas, no meu ponto de vista. Este é o segredo. 

Jet7 Angola: No ano passado, muitas artistas femininas apresentaram os seus trabalhos. Qual foi o trabalho que mais a impressionou?

Lil Kiss: Bem, vários, confesso. Pérola, Yola Semedo e Ary, mas tem um em particular que eu ainda escuto até hoje que é o álbum da Bruna Tatiana porque sempre fui muito fã dela, pela simplicidade e humildade que ela tem. Talvez seja por ser igual a ela nestes aspectos, mas o álbum dela mexeu muito comigo e não me canso de ouvir.

Jet7 Angola: Partilha da mesma opinião que aqueles que classificam a kizomba como um estilo musical tecnicamente e vocalmente menos exigente, quando comparado com outros géneros musicais como o rnb, ou o jazz por exemplo?

Lil Kiss: Não concordo porque quem faz kizomba faz Rnb, e quem faz Rnb pode fazer jazz. Tudo depende da capacidade do cantor. Há cantores que se identificam com um simples gênero mas há outros que são mais versáteis, pois sabem interpretar vários estilos musicais. Tudo é música, e quem ama pode fazer qualquer estilo. É verdade que há diferença entre os estilos, mas nada é fácil, cada um tem o seu grau de dificuldade tendo em conta o timbre das notas de cada estilo.

Jet7 Angola: Sabemos que o meio artístico musical não é fácil. Qual foi a experiência mais difícil que viveu desde que iniciou a sua carreira musical?

Lil Kiss: Bem, como vivemos ainda num mundo cheio de segundas intenções, não foi fácil. Várias vezes deixei trabalhos pelo meio motivada pela atitude de alguns produtores e supostos patrocinadores, tudo na base de „plano b“ . E como eu sempre fui muito rigorosa comigo mesma, preferia largar tudo e começar do 0 do que me vender por pouco.

Jet7 Angola: Acha que temos muitos artistas criativos em Angola ou são ainda muitos os que têm medo de arriscar e de criar coisas novas?

Lil Kiss: Acho que sim, porque se formos a ver, o angolano inventa muito, e é arriscando que a gente pode marcar o golo, por isso tiro o chapéu ao artista angolano, pois somos um povo inovador e bastante criativo. Quem diria que o botão da calça se tornaria uma dança e etc. São vários os exemplos.

Jet7 Angola: Como em qualquer área da vida o apoio dos amigos e familiares é importante, sobretudo em momentos difíceis. Com certeza que a Lil kiss tem esse apoio da família e dos seus amigos. Mas se tivesse que dividir o sucesso da sua música com alguém, quem seria?

Lil Kiss: A minha mãe sem dúvidas. Ela é o meu braço direito. Em cada show ela é a minha fonte de energia, só me dói saber que ainda não teve a oportunidade de me ver a actuar ao vivo, mas sei que com Deus a minha carreira irá me levar onde quero e ela estará bem perto de mim. Graças a Deus toda a minha família me apoia incondicionalmente, meu pai e os meus irmãos. Sou abençoada

Jet7 Angola: Lil Kiss quais são suas perspectivas para a vida futura?

Lil Kiss: Trabalhar , trabalhar e não parar .

Jet7 Angola: Uma mensagem para a Nação?

Lil Kiss: Sigam os seus sonhos, pois ninguém o fará por você, seja insistente, nunca desista, pois só os fracos ficam no chão. O herói cai e levanta de cabeça erguida. Se Deus disser que posso, então nada irá me parar.

Perfil:

Nome Completo: Djalma Cláudia Nogueira

Data de Nascimento:12/09/1988

Nacionalidade: Angolana

Natural de: Malanje

Estado Civil: Comprometida

Filhos: Não tenho

Divertimento(s): Música, filmes, passar tempo com a família, etc

Filme Favorito: Pirata das Caraíbas

Músico Favorito:Trey Songz e Bruno Mars

Livro Favorito: Em busca de um sonho

Eu sou viciada em: Espalhar alegria e música

 

Fonte: Jet7 Angola

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo