Cantor «Leo» abdicou de ser padre para dedicar-se à música

Cantor «Leo» abdicou de ser padre para dedicar-se à música

 

O príncipe do amor "Leo", como também é conhecido, respondeu em entrevista à rádio Luanda a alguns factos inéditos sobre a sua vida pessoal e profissional desconhecidos pelo publico em geral.
 

Muitos dos seus fãs desconhecem o percurso de vida do cantor romântico que abdicou do sacerdócio para seguir o caminho da música. Antes de enveredar pelo mundo musical, Leo queria ser padre:

 

"Eu fiz a minha formação no seminário "maior do bom pastor" em Benguela. Fiz o ensino médio e o curso superior de filosofia e faltavam-me apenas uns anos para ser sacerdote. Na altura eu já estava a fazer música dentro do seminário e achei melhor viver esta experiência, fui sincero e pedi ao bispo Dom Óscar que, apesar de ter outros sonhos para mim, aceitou e eu tive de sair do sacerdócio. Mesmo assim eu não me considero “mundano” e continuo com a regra dos bons princípios, não faço nada sem invocar o nome Deus."
 

Quanto ao nome que lhe foi atribuído pelos fãs, " príncipe do amor" pelos fãs, Leo também retratou o momento emocionante que o fez adoptar o mesmo:

 

"Apesar de eu não ser tão digno de deter títulos porque isso é muito forte para mim, dou garças por me terem eleito. Isso aconteceu no Bié e no Huambo num show meu, depois de todos os convidados terem passado pelo palco, o público chamava pelo príncipe. Eu fiquei zangado com a produção e perguntei se para além dos artistas que eu tinha convidado havia mais um músico chamado Príncipe? Eles responderam que era a mim que eles chamavam, quando entrei no palco as pessoas continuaram a chamar e nem cantei porque estava a chorar de emoção."

 

Neste momento afirma que a sua carreira artística vai de "vento em poupa":

 

"Graças a Deus a cada dia que passa a minha carreira tem dado passos bons. Estou numa fase muito positiva."
 

Durante a entrevista revelou já ter sido vitima de envenenamento durante um convívio entre artistas no Jango Veleiro:

 

"Aconteceu há dois anos num convívio entre amigos no Jango Veleiro onde fui convidado pelo Puto Português. Estávamos todos reunidos a festejar entre artistas e quando chegou a minha vez de cantar subi ao palco e deixei o meu copo na mesa com pessoas próximas. Quando voltei para a mesa e bebi novamente o que estava no copo comecei a ter reações. Vomitei bastante, fui parar a uma clinica porque estava muito mal. Lá detectaram algumas substâncias no sangue. Eu fui o único a sentir esses sintomas, mas graças a Deus estou de pé."
 

Entre várias perguntas expostas pelo publico, uma delas era sobre o rumor que afirmava que o músico já tinha sido taxista antes de lançar o seu primeiro álbum, facto a que respondeu afirmativamente:

 

"É verdade sim, eu já dei muitas “Mbaias” com Hiace de casa. Na altura vivia no São Paulo com os meus pais, nos tempos livres que tinha pegava o taxi de casa e fazia o "processo".
 

Quanto ao lado pessoal que guardou para o final, o artista revelou ser um homem bastante fiel:

 

"Sou um homem fiel. Nunca traí a minha companheira. Mesmo sendo tentado todos dias, graças a Deus resisto porque a minha esposa faria o mesmo e ela não merece isso."
 

Entre outras curiosidades sobre o músico romântico é o facto do mesmo ser viciado em redes sociais:

 

"Eu sou um bocado viciado nas redes sociais, mas sempre dentro das regras. Só coloco aquilo que é necessário, utilizo-as mais para trabalho do que para coisas desnecessárias. Não posto aspectos da minha vida pessoal."

 

Fonte: Sapo Banda

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo