Cantor antilhano «Eric Brouta» morre aos 52 anos

Cantor antilhano «Eric Brouta» morre aos 52 anos

 

A estrela do Zouk Rétro dos anos 80/90, artisticamente conhecido como "Eric Brouta", faleceu na quinta-feira passada (8 de Maio), em Paris, vítima de doença prolongada, segundo informações avançadas pelos familiares, e posteriormente divulgadas pelos sites ATV e Dominica News Online.
 

Eric Brouta tinha 52 anos, nasceu no dia 10 de Novembro de 1961, em Guadeloupe (ex-colónia francesa), situada na América Central, ao lado das ilhas Dominica e Martinica, todas elas pertencentes ao grupo das Pequenas Antilhas ou Antilhas Menores.

Eric Brouta desempenhou um papel importante no movimento impulsionador da música Zouk entre os anos 70 e 90. Além de cantor, era compositor e produtor musical. Eric pertencia à elite de cantores tais como Tanya Saint-Val, Tatiana Miath, Francky Vicent, Zouk Machine, Chiktay, entre outros.

Eric Brouta deu início à sua carreira musical em 1977 como percussionista numa banda chamada Smoke. Enquanto percussionista, Eric Brouta participou em músicas de Franky Vicente, Experience 7 e Taboo No. 2.

Em 1985 lançou um tema de grande sucesso "Chéché Mwen", em colaboração com Frédéric Caracas.

Em 1987 Eric Brouta decidiu apostar na carreira a solo. No ano seguinte (1988), lançou outra música de sucesso "Téléphone", que acabou por dominar as pistas de dança da época.

Além dos sucessos referidos, Eric Brouta lançou outros sucessos que marcaram a juventude de muitos angolanos, como o caso de "Di Mwen a Pa Vue", "Machine A Lanmou" e "An Nou Kadansé".

Em 2012 Eric Brouta actuou no show "Grand Mechant Zouk" em Luanda, ao lado de estrelas como Kassav, Harry Diboula, Guilou, Luc Leandry, Frédéric Caracas, etc.

Veja o vídeo "Téléphone" de Eric Brouta:



Fonte: Jet7 Angola / ATV / Dominica News Online

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo