Big Nelo incentiva jovens a preservar os bens públicos

Falando à Angop sobre o resgate dos valores na sociedade angolana, Big Nelo, integrante do grupo SSP e do projecto B4 (parceria com C4Pedro), avançou que a valorização e preservação da história de Angola começa pelo respeito aos mais velhos, considerados autenticas bibliotecas vivas e de capital importância na transmissão de valores e de conhecimentos.

 

“Jovens como somos devemos começar a seguir o exemplo dos kotas, porquê são os detentores de valores e de conhecimentos que nos ajudam a dar, de forma positiva, o nosso contributo na construção de uma sociedade  harmoniosa. Devemos dar o nosso exemplo, com acções que orgulhem os nossos pais e o país”, reforçou.

 

De acordo com o artista, não vandalizar os bens públicos, neste particular, escolas, transportes públicos, entre outros, é um bom sinal de patriotismo, de camaradagem e de bom comportamento perante os olhos da sociedade.

 

“É verdade que o jovem deseja ser reconhecido pela sociedade, mas tal pode ser feito de uma forma disciplinada, ordeira e sem colocar em causa o esforço do Governo que tudo faz para colocar à disposição das comunidades determinados bens, tendo em conta o bem-estar comum”, salientou.

 

Big Nelo diz que a juventude deve evitar a envolvência em acções que em nada dignificam a sociedade angolana, que coloquem em causa os bons costumes e valores que sempre nortearam o ideias deste país e dos seus antepassados.

 

“O passado deste país é repleto de exemplos heróicos que devemos, como jovens, seguir. A juventude angolana sempre foi um exemplo, um modelo, sempre esteve presente nos momentos mais importantes da história de Angola, portanto, agora não pode ser diferente”, disse.

 

No âmbito das acções de resgate e valorização dos valores, a Fundação Lwini está a levar acabo um programa de intervenção social denominado “Educar é a nossa missão”, cujo objectivo é a preservação, o fortalecimento e a projecção dos valores morais, espirituais e éticos da família e da nação angolana.

 

A fundação pretende ainda o fortalecimento da unidade nacional e do sentimento de solidariedade humana, o amor à pátria, o respeito aos seus símbolos, tradições, instituições e aos grandes vultos da sua história.

 

A Fundação Lwini persegue ainda o aprimoramento do carácter, com o apoio na moral, na dedicação à família e à comunidade, a compreensão dos direitos e deveres dos angolanos, a preparação do cidadão para o exercício das actividades cívicas com o fundamento na moral, no patriotismo e na acção construtiva, visando o bem comum, a obediência à Lei, a fidelidade, ao trabalho e a integração na comunidade.

 

Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo