Bangão anuncia lançamento de novo disco «Estou de Volta»

Músico angolano Bangão anuncia novo disco para o mercado nacionalLuanda - Oito anos depois da publicação do disco “Cuidado”, o  músico angolano Bernardo Jorge “Bangão”  colocará no mercado fonográfico  nacional, em acto a ter lugar a 15 de Junho do ano em curso, o duplo CD “Estou de Volta”.
 

Segundo o artista, que avançou a informação hoje à Angop, o duplo disco traz 26 músicas, 14 das quais inéditas e preparadas para responder, de forma positiva, as exigências do mercado e dos seus fãs.
 

Para a concretização deste projecto que está a ser preparado a cerca de 6 anos, Bangão adiantou ter trabalhado com diversos produtores angolanos, com destaque para Nelo Paim, Sissy, Betinho Feijó, que tudo fizeram para colocar no mercado um disco com músicas com uma elevada qualidade rítmica e de mensagens.
 

“Tenho um nome a preservar no mercado musical angolano, portanto, não podia e não posso colocar à disposição do público um disco cujas músicas sejam inferiores, em termos de qualidade rítmica, em relação aos demais já publicados”, asseverou.
 

De acordo com o artista, foram seis anos de um árduo trabalho, razão pela qual tem a certeza de que os seus fãs terão à disposição um disco com músicas bastante ricas em termos melódicos e de mensagens.”É um trabalho que exigiu muita paciência, pois os músicos e produtores com quem trabalhei tinham, para além de mim, outros compromissos. O importante é que o trabalho está concluído e no dia 15 de Junho vou poder estar, na Praça da Independência, em Luanda, com os meus fãs para uma sessão pública”, reforçou.
 

Sem anunciar o número de cópias editadas e os nomes dos artistas com quem trabalhou, Bangão avançou apenas que serão disponibilizados discos suficientes para atender o público, manifestando ainda a sua satisfação pela qualidade do disco, bem como pelo facto de ter, finalmente, alcançado mais um objectivo na sua vida.
 

Bangão informou ainda ter privilegiado o semba, bolero, quilapanga e rumba como ritmos de eleição.
 

Trajectória
 

Bangão como é conhecido no mundo artístico é um dos músicos mais referenciados do mercado nacional, fruto dos seus dois últimos discos “Sembele” e “Cuidado”.
 

Exímio executante do estilo semba, que no suporte textual das suas canções apresenta narrativas autênticas de ocorrências do quotidiano angolano, Bangão pisou pela primeira vez um palco a 18 de Outubro de 1978, como elemento do grupo os Gingas Kakulo Kalunga, no entanto a sua carreira artística no agrupamento “Tradição”, em 1974, que integrava, entre outros, Alaito (tumbas) e André Lua (voz).
 

De 1976 a 1977 integra, como vocalista, o grupo Processo de África, com Guncha (tumbas), Artur Décimo (viola baixo), Alaito (bateria) e Abílio (viola ritmo). No  entanto a suaprimeira grande aparição pública ocorre a 18 de Outubro de 1978 como integrante do grupo Os Gingas Kakulo Kalunga.
 

Em 1996, vence o prémio Liceu Vieira Dias com o tema “Kibuikila” (Peste), acompanhado pela Banda Movimento. Em plena ascensão da carreira Bangão é convidado, em 1999, a fazer parte da Banda Movimento sempre como vocalista.

 
No mesmo ano ganha a primeira edição do concurso Semba de Ouro com a canção “Kangila” (pássaro agoirento) e afirma-se como cantor e compositor de inequívocos créditos firmados.

 

O ano 2003 consagra Bangão como um dos maiores intérpretes da música popular angolana. Neste ano, no Top Rádio Luanda, ganha os prémios da música do ano, com o tema “Fofucho”, voz masculina do ano e é reconhecido com o prémio preservação pela sua incessante defesa da música popular angolana.
 

Em 2005 vence o Top dos Mais Queridos, da Rádio Nacional de Angola (RNA).
 

Nascido a 27 de Setembro de 1962, no bairro Brás, no actual distrito urbano do Sambizanga, em Luanda, onde inicia a carreira musical. Bangão já participou em espectáculos realizados em Portugal, Argentina, Namíbia e Brasil, onde dividiu o palco com o cantor brasileiro Gilberto Gil.

 

Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo