Ary quer mais mulheres envolvidas na música angolana

 

A cantora angolana "Ary", uma das dez finalistas do Top dos Mais Queridos, solicitou nesta sexta-feira, em Luanda, o envolvimento de mais mulheres no mundo da música, por forma a haver equilibro de género nas próximas edições do certame.

Em entrevista à Angop, depois de conhecidos os vencedores, a cantora que está há sete anos consecutivo entre os mais votados do país, reconheceu a importância do top, cujo objectivo é valorizar e identificar o compromisso dos músicos nacionais no desenvolvimento da música.

 

“Devo parabenizar a organização, pelo facto de mais uma vez conseguir com mérito a efectivação de mais uma edição, que certamente engrandece a nossa música, no seu contexto geral. Mas também devo pedir às minhas companheiras muita coragem, trabalho  e dedicação, para que haja equilibro nas próximas edições”, referiu.

 

“Só pelo facto de estar nos dez e por estar 7 vezes consecutivas  para mim já representa uma grande satisfação. Isto significa que as outras mulheres podem igualmente ter a mesma proeza, coragem, engajamento e muito trabalho acima de tudo, para que a nossa música cresça dia pós dia”, salientou a cantora.

 

Os dez  mais deste ano foram  Kueno Aionda , Kiezos, Yola Araújo, Puto Português, Nelo de Carvalho, Eddy Tussa, Anselmo Ralph e a cantora Ary, além do grupo de kuduro Lambas. Matias Damásio foi o vencedor.

 

Fonte: Angop

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo