Anselmo Ralph: «Troco de número de telemóvel 20 vezes ao ano»

Anselmo Ralph: «Troco de número de telemóvel 20 vezes ao ano»

 

Faltam duas cadeiras para Anselmo Ralph completar o curso de Contabilidade, iniciado quando vivia em Nova Iorque, mas o cantor admite que nunca lhe dará utilidade prática. Ainda assim, diz que essa fase da vida o fez crescer enquanto homem, pois o pai, então embaixador nas Nações Unidas, resolveu que ele teria de encontrar trabalho para pagar as propinas.

 

O angolano, de 33 anos, conquistou milhares de fãs em Portugal – onde acaba de fazer mais uma série de concertos –, e um deles é Cristiano Ronaldo. Cantou no 29º aniversário do avançado do Real Madrid, e garante que ele é "simples e acessível, sem tiques de vedeta". Como o próprio Anselmo Ralph, casado com a mãe dos dois filhos, que só usa óculos escuros nos concertos devido a um problema de saúde.

 

Qual é a principal razão do sucesso das suas canções entre o público português?

a) O amor é um tema universal e a música uma linguagem partilhada por todos

b) Angola e Portugal são países irmãos e em português nos entendemos

c) Tanto eu como as pessoas ligadas à produção e promoção estamos a fazer um excelente trabalho

 

Estreou-se este mês no Coliseu dos Recreios de Lisboa. Qual foi a sensação?

a) Foi uma honra subir a um palco por onde passaram grandes artistas ao longo
de mais de um século

b) Gostei ter ao lado convidados como Cuca Roseta, Mickael Carreira, Paulo Gonzo e Rui Reininho

c) Senti que a sala era demasiado pequena para todos os fãs que tenho em Portugal

 

Antes de se tornar um dos cantores mais populares de Angola e de Portugal, tinha algum ídolo?

a) O dominicano Juan Luis Guerra, autor de ‘Burbujas de Amor’, grande influência na minha juventude

b) O norte-americano Stevie Wonder, mestre das canções românticas, que já tinha êxito antes de eu nascer

c) O angolano Paulo Flores, um dos muitos meus compatriotas de grande talento

 

Nasceu em Luanda no ano de 1981. Qual foi a sua principal vantagem em relação a gerações anteriores de angolanos?

a) Vim ao Mundo num país independente e soberano

b) Quando cheguei a adulto já não tive de combater na guerra, embora tenha testemunhado combates durante a infância

c) Assisto à ascensão de Angola ao estatuto de potência africana

 

Com um pai diplomata, viveu em diversos países na infância e adolescência. De qual gostou mais?

a) De Portugal, por ter a mesma língua e uma grande comunidade de emigrantes angolanos

b) De Espanha, por ter sido a porta de entrada para a música latina

c) Dos EUA, por tudo parecer maior e mais rápido do outro lado do Atlântico

d) Outra hipótese: dos EUA, que marcaram muito a minha adolescência e crescimento enquanto homem

 

Cansou-se depressa da música ‘Não me Toca’, que é um dos seus maiores êxitos. Isso quer dizer que...

a) Nem sempre o artista está certo

b) O público é o mais sábio dos juízes

c) O sucesso desta ou daquela canção tem sempre uma pitada de acaso

 

De todas as salas de concertos em que já atuou, qual foi a mais marcante?

a) O Pavilhão da Cidadela, em Luanda, por juntar milhares de angolanos, fãs desde a primeira hora

b) O Pavilhão Atlântico, agora Meo Arena, em Lisboa, por simbolizar a internacionalização da minha carreira

c) Aquele recinto, nos EUA, Reino Unido ou Brasil, em que terei a certeza de que sou uma estrela a nível mundial

 

Esteve na última festa de aniversário de Cristiano Ronaldo. Com que impressão ficou dele?

a) Trabalha imenso para ser o Anselmo Ralph do futebol

b) Está tão imparável que o meu ídolo Messi ainda vai ficar agoniado mais vezes

c) É simples e acessível, sem tiques de vedeta

 

Sendo casado com a mãe dos seus dois filhos, como lida com o assédio das fãs?

a) Troco de número de telemóvel 20 vezes ao ano

b) Deixo muito claro às admiradoras quem é a mulher da minha vida

c) O que os olhos não veem, o coração não sente

 

Revelou que canta de óculos escuros por sofrer de uma doença autoimune que lhe causa problemas de visão. Como lida com isso?

a) Cuido da saúde, evitando o tabaco e o álcool, e sigo os conselhos dos médicos

b) Tenho momentos de fraqueza, mas encontro força para seguir em frente

c) Deixo o meu destino nas mãos de Deus

 

Fonte: Vidas

Rádio Jet7 Angola

Vídeos Sugeridos

Procurar Vídeo